Tapera – Florianópolis.


Como Chegar: Para quem pretende chegar à Tapera e estiver partindo do Norte da Ilha, poderá acessar a SC – 405 seguida da Rodovia Aparício Ramos Cordeiro. Para quem estiver vindo do Sul a direção é: Morro das Pedras, Rodovia Baldicero Filomeno e SC – 401.

Localidade ao Sul da Ilha de Florianópolis, próximo à Base Aérea.

O ar bucólico que ainda conserva em nada faz lembrar o agito do Centro de Florianópolis – do qual dista apenas 22,6 km – e muito menos os bairros badalados no Norte da Ilha.

A Tapera me fez lembrar do atual bairro João Paulo quando ainda se chamava Saco Grande, local de difícil acesso onde ficavam os sítios das famílias que moravam no Centro da cidade. Um luxo!

A ausência de calçadas nas ruas por onde se chega à praia e a presença de animais domésticos em suas margens – tal qual o casal de galináceo acima – comprova isso.

A praia possui pouco mais de 500 metros de extensão; é estreita, de areia grossa e “mar fechado”, o que impede que suas águas sejam transparentes. Pelo contrário, trata-se de mar de fundo lodoso que requer atenção do banhista que não tem como enxergar onde pisa. O vento Sul, quando sopra, é que dá maior visibilidade fundo do mar. Aí, sim, o banho torna-se prazeroso.

Da Tapera podemos chegar à duas ilhas: a Maria Francisca (ou Dona Francisca ou ainda Ilha das Flechas) e a Laranjeiras.

À primeira, pode-se até chegar caminhando durante a maré vazante. À Laranjeiras, apenas por barco.

Não conhecia este lado da Tapera e gostei muito. A bem da verdade, Florianópolis é uma caixinha de agradáveis surpresas e esta praia foi mais uma delas.

Mais informações tais como nome do lugar, sítio arqueológico etc, clique aqui.

Tapera e suas duas ilhas (1024x899)
Tapera e as Ilhas Dona Francisca (a maior), e Laranjeiras (a menor).
Florianópolis - Dez 2014 (272)
Ilha de Laranjeiras, a menor, acessível apenas por barco.
Florianópolis - Dez 2014 (168)
Ilha de Maria Francisca (ou Dona Francisca) onde se chega a pé na maré baixa.
Florianópolis - Dez 2014 (160)
À direita, a Ilha Maria Francisca; ao fundo, no continente, visualiza-se um pedacinho da Palhoça.
Florianópolis - Dez 2014 (156)
Praia da Tapera.
Florianópolis - Dez 2014 (158)
Praia da Tapera.
Florianópolis - Dez 2014 (170)
Vista parcial da praia da Tapera.
Florianópolis - Dez 2014 (269)
De como o bucolismo ainda se faz presente no lugar.
Florianópolis - Dez 2014 (270)
Neste ponto da praia, barracas são dispensáveis.
Tapera - 203 (640x480)
A Tapera oferece recursos para os atolados…
Agência de Turismo da Tapera. (640x480)
… e até uma agência de turismo. Vai?
Florianópolis - Dez 2014 (278)
A Tapera conserva uma das mais antigas colônias de pescadores da Ilha de Florianópolis.
Florianópolis - Dez 2014 (280)
Saudade de quando, praticamente, toda a ilha era assim. Tempo bom que não volta mais.
Tapera 205 (640x480)
Sombra, mar, tranquilidade e água fresca. Que mais se deseja da Tapera?

Florianópolis - Dez 2014 (276)

 *****

VAI VIAJAR ISTEPO MAIOR cópia

5 opiniões sobre “Tapera – Florianópolis.”

    1. Rosinha, é porque você não conhece o meu amado Ribeirão da Ilha… Quando tiver um tempinho, dê uma olhada nas fotos. Amo de paixão este lugar. Ainda falta postar um pouquinho de sua origem, mas estou aguardando uma autorização. Enquanto isso, basta clicar no link.
      Bjks e obrigada pelo empurrão.

      Curtir

Deixe seu palpite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s