Cassis, França. Passeio de Marseille a Cassis em Ônibus.


Imagem Destacada: Marina no Centro de Cassis.

Nota: Clique duas vezes na imagem em que aparece a luva para ver a foto em tamanho maior.

Rio de Janeiro / Lisboa / Nice (Menton; Saint Raphael; Biot; Saint-Paul-de-Vence; Villefranche-Sur-Mer) / Marseille (Calanques; Cassis) / Aix-en-Provence (Ménerbes; Cucuron; Carpentras; Fontaine du Vaucluse; Uzés; Saint-Paul de Mausole; L’Isle-Sur-La-Sorgue; Saint-Saturnin; Saignon; Sault; Valensole; Lac de Sainte-Croix) / Paris (Estrasbourg) / Lisboa (Lagos; Tavira ) / Rio de Janeiro.

COMO CHEGAR
SAINDO DE MARSEILLE: Saímos do hotel localizado em frente ao Vieux Port e fomos caminhando em direção à Place Castellane, de onde, segundo minhas pesquisas, saíam os ônibus para Cassis.

Na praça, procuramos atentamente por qualquer indicação de ônibus que fosse para essa cidade, mas… em vão. Foi aí que não vi, mas senti um forte arrepio no corpo – igualzinho àquele que a gente sente quando fala em algum defunto, sacou? Aquele!… que a gente chega a pensar que tá com algum encosto? Pois é. Só porque me reportei à Nice e me lembrei daquela peregrinação à procura do ônibus número 100, i-nes-que-cí-vel!!!
Eu e meu fiel escudeiro perdemos uma manhã inteira!!! atrás do tal ônibus para Menton. Caso queira saber mais a respeito de paradas de ônibus em Nice, clique aqui.

Em Marseille, a busca foi pelo ponto do M8. Ó vida dura de viajante!… Ó ceus!

O PONTO DO M8: Perguntamos e andamos até dizer chega! e ninguém sabia nos informar onde pegar o ônibus para Cassis. Que fizemos? Desistimos do passeio e pegamos o caminho de volta. Cansados, resolvemos tomar um café e descansar um pouco. Ao sairmos do Café, fizemos nossa última tentativa. E como não poderia ser diferente, foi um senhor estrangeiro quem nos apontou onde ficava o ponto e ainda nos informou o número do famigerado: M8, cujo ponto ERA! em frente à uma agência imobiliária chamada FONCIA, na Avenida do Prado, 541.

ATENÇÃO! MUDANÇA DO PONTO DO M8!
Quem nos prestou essa informação preciosíssima que acabou de sair do forno foi a Thais, em um comentário que fez hoje no blog, 30/5/2019: o ponto do perseguido ônibus está na Avenue du Prado, em frente à uma confeitaria chamada Pause Gourmande, bem próxima da Praça Castellane. Esta confeitaria fica na esquina da Avenue du Prado com Rue Falque.
Pelo mapa do Google, acho que ficará fácil localizá-la. Vamos lá: o ponto do M8 é esse à esquerda. E a confeitaria, fica nesse prédio amarelado que se vê ao fundo, também à esquerda.

Obrigada, Thaís!!! Olhe o blog atualizado por conta de sua preciosa informação.

P1040846 (1024x768)
Nesta avenida, em frente ao número 541, fica a imobiliária Foncia, onde ERA o ponto do M8.

P1040850 (800x600)

Ponto do ônibus M8. Observem que esta referência não constava do painel.

P1040851 (1024x748)

Agência Imobiliária Foncia, situada atrás do antigo ponto do ônibus M8.

P1040853 (781x1024)

Na lateral da cobertura do ponto estava este papel colado, indicando itinerário e horário do ônibus.

Acontece que, no ponto onde parava o M8, não havia indicações de que ali fosse sua parada, a não ser por um papel colado no vidro da cobertura que nem em letras garrafais está. Resumindo: só mesmo quem já está acostumado a pegar o ônibus ali naquele ponto é que sabe disso. Só resta mesmo sair perguntando.
Agora, segundo informações da Thaís, você encontra indicações do ponto do M8.

PERNAS, PRÁ QUE TE QUERO? Foi outra corrida daquelas. Estávamos aproximadamente a 50 metros do ponto quando vimos  o M8 encostar. Felizmente, o motorista nos viu correndo em direção ao ônibus pelo espelho retrovisor e movimentou a mão no sentido de que tivéssemos calma. Ao chegarmos ao ponto vimos que a porta do veículo estava fechada – o ônibus estava parado aguardando passageiros. Foi o tempo de fotografar o indicativo de itinerários e horários do tão citado ônibus e o motorista abrir a porta do carro. Antes de subir, certifiquei-me se estávamos mesmo na condução certa para Cassis; um “Oui, Madame” me fez sentar e relaxar. Mas isso não foi nada! O pior foi na volta! É muita história prá contar envolvendo ônibus e trem… Mon Dieu!

SAINDO DE AIX-EN-PROVENCE: Não há trem direto de Aix para Cassis – pelo menos até eu escrever este post.

Ou você se dispõe a pegar um trem da estação Centre-Ville até Marseille Saint-Charles, e de lá pega outro trem para Cassis (ou um ônibus), ou você pega um ônibus na rodoviária de Aix que vá até Marseille e de lá pegue outro ônibus ou trem para Cassis. Entendeu?
Da estação de trem de Cassis até ao Centro são 3.5 km, que você poderá alcançar a pé, de taxi ou de ônibus.

As distâncias entre as três cidades são pequenas ( Aix-Marseille: 26 km. Aix-Cassis: 35 km; Marseille-Cassis: 15 km), o que facilita sua escolha, incluindo um taxi em seu rol de opções.

Agora, caso você decida chegar a Cassis em automóvel, e com motorista falando português (o que acho mais vantajoso), consulte o blog http://www.naprovence.com. Anaté Merger lhe oferecerá opções confortáveis para você chegar a seu destino sem ter que se desgastar procurando pontos de ônibus e ainda tendo que ficar em pé por mais de uma hora, enfrentando filas enquanto seu lobo não vem.

A trajeto por onde o M8 passa é atraente: trata-se  do “Passe Gineste” – uma estrada que corta algumas calanques e de onde se avista o Mediterrâneo em alguns pontos. Além do mais, este ônibus é mais frequente do que o M6.

P1040855 cópia (1024x768)
Passe Gineste. Caminho alternativo para Cassis.
P1040858 (1024x768)
Calanques de um lado e Mediterrâneo do outro – paisagens constantes no Passe Gineste.
P1040864 (800x600)
Ônibus da Linha M8. Parada: Av. du 11 Novembrem 1918, em CASSIS.

Seu ponto final não é muito próximo do Centro de Cassis. A vantagem é que até chegar à marina, você vai curtindo as ruas estreitas e charmosas da cidade.

Cassis
Do ponto final do M8 ao Centro de Cassis (Imagem Google Earth).

Guardadas as devidas proporções, Cassis lembrou-me Búzios em sua descontração chic: boutiques, cafés, restaurantes, lojas de souvenir, a presença do mar…

Na Place Gilbert Savon, entre a marina e a praia, há um quiosque oferecendo várias opções de passeios pelas Calanques além de mapas da cidade. Ao longo da marina, algumas empresas anunciam caminhadas e também passeios pelas Calanques com direito a mergulho; outras, são especializadas em pesca. Divertimento não falta na cidade, além da visita ao castelo, ao zoológico …

P1040917 (1024x768)

Quiosque na Praça Gilbert Savon.

À esquerda do quiosque há uma brasserie/creperie/bar à vin chamada Le Delphin, muito boa, onde saboreamos as deliciosas saladas que você vê abaixo.

P1040880 (800x600)
Salada de abacate com palmito, tomate, alface e milho verde.
P1040881 (800x600)
Alface, champignon, tomate, nozes, e aquele pãozinho tentador para acompanhar.

Em viagem procuro ser cautelosa com minha alimentação. Não abuso de pratos gordurosos ou de novidades tentadoras listadas nos cardápios.
Faz alguns anos, em véspera de viajar de Casablanca para Madri, fui contemplada pela bactéria salmonella no restaurante do hotel e me vi em palpos de aranha para viajar. Tenho certeza absoluta de que o problemão estava em um presunto cru de uma salada.
Foi a primeira e única vez que acionei os serviços médicos do seguro saúde, sem o qual não viajo. E como gato escaldado, opto por pratos mais leves em determinadas ocasiões. Ninguém está imune a acidentes e indisposições, mas é bom não abusar.

P1040879 (765x1024)
Rua de CASSIS.

P1040868 (1024x768)

Rue de la Ciotat.

P1040874 (800x600)
Rue de la Ciotat.
P1040902 (1024x768)
Marina no Centro de Cassis.

P1040876 (1024x768)

Avenue Victor Hugo.

P1040869 (1024x768)
Nesta rotatória estão as indicações para Marseille, Toulon e Routes des Crêtes.
P1040907 (1024x768)
Marina de Cassis.
P1090036 (1024x768)
Marina de Cassis. Lugar de muitos Cafés e Restaurantes.
P1090035 (1024x768)
CASSIS
Centrinho de Cassis - Marina.
Centrinho de Cassis – Marina.
P1090040
Marina de Cassis – Centro.
P1090028
À direita, uma loja das “legítimas”.

CASSIS/MARSEILLE – O RETORNO: Saímos de Cassis em torno de 15.00 h e fomos para o ponto do tal M8.
Nem me passou pela cabeça olhar aquela foto que cliquei apressadamente em Marseille no ponto do ônibus.
Poderia ter tentado encontrar naquele borrão os horários de volta dessa linha, mas… para nossa falta de sorte e mais aprendizado, esqueci.

Como não chegasse ninguém ao ponto após longo tempo de espera, pensei que não houvesse entendido a informação do motorista, quando lhe perguntei se para retornar a Marseille era ali que deveria embarcar.
Fazia muito tempo que estávamos parados e não acontecia nada: necas de ônibus ou de alguém.
Quando o dito cujo apontou na curva da rua, enfrentamos a primeira dificuldade: levantar do meio-fio foi um parto e em Cassis ninguém conhece o Carvalhão – aquele guindaste poderoso conhecido aqui no Rio.
A segunda foi driblar o povo que aguardava pelo ônibus àquela altura do campeonato. Era gente prá todo lado em total desorganização. Não fizeram fila! Embolaram-se na porta do veículo e iam entrando sem a menor preocupação com quem havia chegado primeiro – imagine isso! – e muito menos atenção com os idosos ou com os adultos com crianças de colo. A falta de polidez foi total. Numa hora dessas é que não entendo esse antagonismo francês que ora pende para a cortesia, ora para a indelicadeza. Ó tênue fio!
Resumo: Aguardamos uma hora e quarenta! até que o bendito M8 chegasse, e na hora de embarcar a vez ficou com o mais rápido. Por muito pouco não viajávamos em pé!
Na próxima, vê se fica esperto, istepô.

img186

9 comentários em “Cassis, França. Passeio de Marseille a Cassis em Ônibus.”

    1. Obrigada pelo incentivo! Muito obrigada!
      Também sou marinheira de primeira viagem. Aos poucos, vamos descobrindo nossas necessidades e correndo atrás, não é mesmo?
      Quem está me dando suporte é meu afilhado.
      Esse apoio que trocamos é fundamental. Bem-vinda!
      Cordial Abraço,
      Marilia B. G.

      Curtido por 1 pessoa

  1. Olha, primeiro blog de viagem confiável! Está de parabéns!!! Sobre o M8, nas estação Castellane, já existe a indicação para o M8, foi bem fácil, o ponto fica em frente à uma confeitaria bem legal chamada pause gourmande! Parabéns mais uma vez!

    Curtir

    1. Obrigadíssima, Thais, por seu elogio. Agora fiquei prosa. Aos 72 anos, blogueira por paixão pelo compartilhamento… Só tenho a lhe agradecer. E mais: vou acrescentar seu comentário à postagem. Muito, muito grata! Abraços e boas viagens!
      Obs.: já estou postando uma viagem que fiz à Keukenhof (Holanda), imperdível! Aguarde!

      Curtir

Deixe seu palpite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s