FRANÇA . PROVENCE – Ménerbes e Cucuron I – Vinhos, Trufas, Figos, Boa Mesa, Belas Paisagens…


Imagem em Destaque: Lavandas fotografadas na feira da Praça da Prefeitura (Place de l’Hotel de Ville).

COMO CHEGAR
De Paris (Gare de Lyon) viajamos em trem até Aix-en-Provence.
São aproximadamente 760 km percorridos em 3 horas em TGV – Trem de Grande Velocidade.
Observar o trajeto antes de adquirir o bilhete porque há composições que fazem uma breve parada em Avignon e outras que seguem direto para Aix-en-Provence.  Consulte aqui as possibilidades de horário e escalas.

Em Aix montamos nosso Quartel General nos dois Verões que passamos no sul da França. A Logística ficou por conta de Anaté Merger: aluguel de apartamento em um ponto maravilhoso (em frente à Mairie (Prefeitura), roteiro original (tal qual nos filmes) e aluguel de automóvel guiado pela doce Leonor, dublê de motorista e guia turístico, falando português, évidemment.

Abro um parêntesis para apresentar a escritora Anaté Merger: brasileira residente em Aix-en-Provence, jornalista, autora do livro Sagrados – A Aliança de Maria Madalena (clique aqui para saber mais) onde narra com muita propriedade uma história intrigante a respeito da vida de Maria Madalena na Provence.

Como teria chegado ao sul da França? Esse mistério, dentre outros, é que mata o leitor de curiosidade à medida que avança na leitura. Portanto, se você quer mesmo saber a respeito desta história, e além disso conhecer outro trabalho –  turismo – de boa qualidade executado por Anaté, clique aqui.

Nosso primeiro passeio de 2014 sugerido por Anaté foi à Ménerbes e Cucuron.
Ménerbes dista em aproximadamente 74 km de Aix e Cucuron, de Ménerbes, em 30 km.
Ambas situam-se ao pé de uma região conhecida como Luberon, nome de uma cadeira de montanhas da Provence.
São muitas as aldeias desta região (saiba quais são clicando aqui), todas muito charmosas e peculiares.
Ménerbes está situada entre Lacoste e Oppède-le-Vieux – um pulo entre uma e outra. As distâncias entre as localidades são muito próximas, o que favorece a diversificação dos passeios. Um vídeo rápido você poderá visualizar aqui.

CUCURON
dista de Lourmarin em 8 km apenas e ainda de Vaugines em 2.4 km. Isso é nada! Com um passeio bem planejado, você acaba matando muito coelhos com uma só cajadada, desde que tenha um automóvel à disposição e um GPS – fundamentais para quem não conhece os caminhos da Provence como Anaté e Leonor.

 MÉNERBES

P1050032 (1024x768)
Ao redor das aldeias exuberam plantações de cerejas, melões, azeitonas e uvas. Lavandas, trigo e girassóis são outra história.
P1050036 (1024x721)
Vinhedos em Ménerbes.

Impressionou-nos a abundância de figueiras na Provence – nascem frondosas, espontaneamente, em beira de rios, em jardins e nos campos  -, bem como a indiferença com que lidam com a fruta. A valorização dos figos é nenhuma e provas disso cansamos de ver: figos amassados nas calçadas pelo pisar de transeuntes. Fiquei chocada.

P1090099 (1024x768)
Esqueci de dizer: figueiras nascem até em vasos!
P1090069 (1024x768)
Em primeiro plano, uma dessas figueiras a que me referi no comentário acima.

Eu e Anaté trocamos emails até que nossos roteiros ficassem a nosso gosto. E como lhe dissemos que adoramos feiras, Ana elaborou um calendário tão especial, que aonde quer que fôssemos sempre encontrávamos uma feira no caminho.
A maior e mais completa, onde encontramos até redes nordestinas! sendo vendidas a preços exorbitantes – se não me engano a mais simples custava 75 euros – foi a de Uzès. Maravilhosa.

P1050038 (1024x683)
Anaté elaborou nossos roteiros com precisão de relógio suíço a fim de que nos deparássemos sempre com uma feira.
P1050041 (1024x768)
Ménerbes.
P1050043 (1024x768)
Mais feiras. Deliciosas feiras.
P1050052
O charmoso Café onde fizemos nossa parada técnica. Idéias de Leonor.
P1050051
Nos fundos da Cafeteria uma gratíssima surpresa: a vista deslumbrante das fotos seguintes.
P1050054 (1024x768)
A Provence emociona até os corações mais empedernidos.
P1050055 (1024x768)
Muita e muitas vezes lembrei-me de Antoine de Saint-Exupéry: “Só se vê com o coração. O essencial é invisível para os olhos”. Sem dúvida.
P1050062 (1024x768)
Provence…

P1050064 (1024x768)

P1050046 (1024x768)
Restaurante excelente onde almoçamos em Ménerbes.
P1050042 (1007x1024)
Do outro lado da rua, a continuação do restaurante.
P1050093
Parcial do interior do restaurante .

P1050088 (600x800)

P1050090 (800x588)

P1050091 (800x600)

P1050092 (800x600)

P1050047 (759x1024)
Serviço público de meteorologia. Mais original, impossível. Meteorologia Ménerbes: TEMPO BOM, o Sol. DE TEMPOS EM TEMPOS, a nuvem soprando – vento. RARAMENTE, o guarda-chuva aberto. O BONECO DE NEVE – E eu?
P1050048 (1024x768)
Rua de Ménerbes.
P1050049 (768x1024)
Costumo dizer que pequenos detalhes fazem grandes diferenças.

P1050065 (1024x761)P1050067 (1024x768)

LA MAISON de la TRUFFE et du VIN du LUBÉRON
1 Place de l’Horloge, 84560 Ménerbes, França
+33 4 90 72 38 37

O prédio  d’Astier de Montfaucon (séculos 17 e 18) é propriedade da comuna de Ménerbes há mais de 200 anos.
Esta residência que serviu de hospício e depois de escola, foi recuperada com a finalidade de dedicar-se às produções de vinho e trufas do Luberon, com triplo objetivo: pedagógico, cultural, promocional.

P1050070 (768x1024)

P1050071 (1024x768)

P1050072 (1024x768)
Jardim ocupado pelo restaurante.

P1050073 (1024x768)

P1050074 (1024x768)

P1050081 (1024x768)
Sobre a mesa, uma amostra dos diversos tons do rosé: Pêssego é o mais claro de todos, seguido pelo Pomelo. Logo depois vêm os mais “amarelados”: Melão, o mais clarinho, e Manga, o mais acentuado. Por último vêm os tons mais fortes, mais avermelhados: tangerina e groselha, muito parecidos.
11666095_927547157303651_5590874284863724916_n (1)
Foto de Anaté Merger – http://www.naprovence.com

P1050083 (1024x768)

P1050084 (1024x768)

CUCURON
Situa-se no sopé da cadeia de montanhas chamada Luberon – verdadeira imersão no coração da autêntica Provence.
Cucuron é cercada por vinhedos e oliveiras. Segundo Leonor, nossa guia, o principal produto da Provence é o azeite e não o vinho.

A aldeia é pequena. Visitamo-la em dia de semana e a sensação foi de termos encontrado uma aldeia-fantasma: ninguém pelas ruas por onde passamos. E como ainda tínhamos que voltar a Aix, não ousamos pedir a nossa guia para darmos uma volta mais demorada pelo Centro de Cucuron.

A propósito, há uma loja especializada em vinhos e azeites bem próxima à Prefeitura (Mairie) de Aix, na rue des Cordeliers, 8 – Cave Du Félibrige. Clique aqui para saber mais.

Visitamos em Cucuron um antigo moinho de azeites, mas, infelizmente, não estava em serviço devido a época de férias.
Mesmo assim o proprietário nos deu atenção e explicou o processo de fabricação de azeites.
O moinho conta com uma pequena loja onde vende seus produtos, além de algum artesanato.

P1050101 (800x600) P1050102

P1050103 (800x600)

P1050107 (768x1024)P1050108 (768x1024)

P1050110 (1024x768)

P1050112 (768x1024)
Imagens de santos eram colocadas nos ângulos dos prédios a título de proteção.
P1050113 (768x1024)
Rua de Cucuron.

P1050114 (1024x757)

P1050130 (1024x768)
Ao anoitecer esses pássaros negros aninham-se nas árvores. A algazarra é grande e perdura enquanto a noite não chega.
P1090074 (1024x768)
Vinhedos e cerejeiras.
P1090097 (736x1024)
Praça do Relógio – Cucuron.

img186

 

2 comentários em “FRANÇA . PROVENCE – Ménerbes e Cucuron I – Vinhos, Trufas, Figos, Boa Mesa, Belas Paisagens…”

Deixe seu palpite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s