FRANÇA . PROVENCE . LOURMARIN . Nada A Ver Com Carmem Miranda, Mas É Pequena e Notável.


IMAGEM DESTACADA: trepadeira que encontramos em local público.

COMO CHEGAR
Lourmarin foi nossa última parada no dia 04.6.2013.
Como você vê no mapa, a cidade fica bem próxima de Aix-en-Provence, onde fincamos bandeira.
O acesso é pela D943 entre
Apt e Cadenet e é ideal para você visitá-la em um dia em que queira ficar mais tranquilo, sem ter que acordar muito cedo.

É pequena – pouco mais de mil habitantes – e, como as demais cidades provençais, cheia de charme. Tamanho não é documento, nos diz o velho ditado, e Lourmarin o comprova.

O CASTELO
foi recuperado e mobiliado em 1921 pelo industrial Robert Laurent-Vilbert. É composto por duas partes: o antigo, construído no Século XV em estilo mais defensivo, e o mais novo, construído no século seguinte no estilo Renascentista.

Os escritores Albert Camus e Henri Bosco (romancista) repousam na cidade. Camus, prêmio Nobel de Literatura, fez da cidade sua última morada.
Bosco encontrou no Luberon e em Lourmarin, suas principais fontes de inspiração.

No século XIV Lourmarin foi desertada por conta de saques e da peste. Os Vaudois, vindos dos Alpes, repopularizaram a cidade.

O QUE FAZER NA CIDADE
Como atração eu diria para você passar na igreja e/ou visitar o castelo. Ah! E a feira que é montada todas as sextas-feiras pela manhã, imperdível como todas, mesmo sendo pequena.

O Castelo Renascentista, também conhecido por Villa Médicis de Provence, é palco para diversos tipos de atrações – jazz, rock’n roll, exposições, concertos de músicas clássicas e conferências, principalmente no Verão.  É propriedade da Academia de Belas Artes e Letras de Aix-en-Provence, que o ocupou com uma Fundação para artistas e aí organiza manifestações culturais.

Quanto à sugestão “passar na igreja” tenho a lhe dizer o seguinte caso não seja católico: – encare-o como um monumento histórico e aprecie sua arquitetura. Fui criada no catolicismo e adoro sinagogas e todos os ensinamentos judaicos, especialmente no que tange à parte isotérica – a Cabalah. Nada interfere em crenças a não ser a insegurança.

No mais, caminhe pelas ruas estreitas e sinuosas. Observe tudo com a mesma curiosidade de quem vê o mar pela primeira vez.
Escolha um Café e relaxe por alguns instantes nesse cenário. Caso sua dieta não seja tão radical, acompanhe o café com um bonito pedaço de torta. Conheça os sabores da Provence!, é sua oportunidade. Visite as lojinhas de souvenires e se encante com centenas de artigos, cada uma mais interessante que o outro.

383 (1024x768)
Fonte com três máscaras. Honestamente, esse vômito de musgos ficou estranho.

Após a fonte das três caras tome a orientação turística à direita. De lá aprecie a bela vista de um templo protestante construído pelos Vaudois no final do século XIX.

381 (1024x765)
Caminhe muito pela cidade. Por mais que queira e que tenha personalidade forte, não se perderá em Lourmarin.

380 (1024x768)

379 (1024x768)

378 (1024x765)

377 (1007x1024)

Fonte de algumas informações: Revista Provence nº 60 de Jun/Jul/Ago de 2014.

img186 cópiaCONTATO:

3 comentários em “FRANÇA . PROVENCE . LOURMARIN . Nada A Ver Com Carmem Miranda, Mas É Pequena e Notável.”

Deixe seu palpite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s