PERU . LIMA – BARRANCO , Tradicional Bairro da Capital

FOTO EM DESTAQUE: Modelo de Arquitetura das Casas do Barranco.

[googlemaps https://www.google.com/maps/embed?pb=!1m18!1m12!1m3!1d124818.11747084741!2d-77.09260348514749!3d-12.141807674384005!2m3!1f0!2f0!3f0!3m2!1i1024!2i768!4f13.1!3m3!1m2!1s0x0%3A0xbc71eef2a28f4e8c!2sMunicipalidad+De+Barranco!5e0!3m2!1spt-BR!2sbr!4v1471186904269&w=600&h=450]
Pegamos um taxi em Miraflores e rumamos para o Barranco.
O motorista contou-nos, empolgado e com certo orgulho, parte da história do bairro onde nascera.
Segundo ele, o Barranco andou meio decadente e acabou se transformando em ponto de venda de drogas e cenário para constantes assaltos.
Entretanto, movidos pela vontade em recuperar o famoso bairro, os moradores se reuniram e reagiram ao descaso da municipalidade: em vias públicas bloquearam passagens com espetos em ferro.
Como resultado dessa atitude defensiva, a municipalidade também reagiu e devolveu um bairro totalmente renovado aos limenhos e aos turistas que procuram por bons restaurantes ou queiram fazer um belo passeio a pé e apreciar a bela vista do litoral.

E por falar em litoral, o bairro abrange as praias de Sombrillas, Las Cascadas, Los Yuios, Los Pavos, Barranquito e Baños de Barranco.
É muita praia para um Sol que quase nunca aparece – para quem não sabe, o tempo em Lima é constantemente nublado, mas não chove. Por conta dessa secura não há bueiros nas ruas porque o índice pluviométrico é baixíssimo e ninguém precisa se preocupar em levar guarda-chuva na bolsa. Só o casaquinho.

Segundo orientação deste senhor, ele nos deixaria no melhor ponto para explorarmos o bairro. Saltamos ao lado da Igreja La Santíssima Cruz  – essa que você vê na foto, construída após a destruição da Igreja La Ermita por um terremoto em 1940 – e de lá saímos a bater pernas.
A igreja fica na Praça de Barranco, toda florida e decorada como se estivesse pronta para uma grande festa.
Fizemos uma pequena caminhada pela Av. San Martin, atravessamos a rua Ayacucho e logo chegamos à escadaria que dá acesso à Ponte dos Suspiros, estendida sobre o Parque Federico Villareal – onde fica a  Bajada de Los Baños, caminho de acesso ao mar.
Do outro lado da ponte está a Praça Chabuca Granda, no mesmo parque onde fica a Igreja La Ermita. O teto desse templo foi destruído por um terremoto, como disse acima, e pelas fotos não me parece que houve qualquer movimento para a recuperação do prédio.

100_1249 (843x1024)

IGREJA LA SANTÍSSIMA CRUZ na Praça Municipal de Barranco

100_1251 (1024x768)

PRAÇA DA MUNICIPALIDADE no Bairro do Barranco.

100_1253 (1024x768)

PRAÇA DA MUNICIPALIDADE no Bairro do Barranco. Ao fundo, o prédio da Biblioteca.

DSCN1561 (1024x768)

PARQUE BARRANCO (ou da MUNICIPALIDADE).

100_1268 (1024x768)

Plaza CHABUCA GRANDA no PARQUE  FEDERICO VILLARREAL.

DSCN1568

Na escadaria que acessa a PONTE DO SUSPIRO – a que se vê logo a frente -, estudantes desenham a paisagem.

DSCN1570

Ao fundo LA ERMIDA, em reconstrução do telhado. Em primeiro plano, as púas (proteção contra ladrões) à esquerda e a PONTE DOS SUSPIROS à direita.

DSCN1565 (1024x768)

Trecho da AVENIDA SAN MARTIN, no Barranco.

100_1273 (1024x768)

O barranco que empresta nome ao bairro.
O bairro é lindo! Flores e cores por todo lado, o que lhe confere um ar bem alegre e jovial, contrastando com o céu sempre acinzentado reinante na capital.
DSCN1567 (1024x858)

DSCN1575

DSCN1579 (1024x768)

DSCN1580 (1024x768)

DSCN1581 (1024x889)

Arquitetura de casas que marcaram época fogem a seus padrões de cores e ajudam a alegrar os dias cinzentos do bairro onde o metro quadrado de construção, em frente ao mar, custa atualmente verdadeira fortuna.

Nas encostas, um trabalho de forração com redes imensas ajuda a proteger contra deslizamentos e ainda contribui para o embelezamento da cidade: plantas rasteiras crescem e cobrem a trama da rede, tornando os barrancos verdes.

DSCN1582 (1024x768)

DSCN1584 (1024x768)

DSCN1585

DSCN1587

DSCN1588

DSCN1596 (1024x768)

O respeito dos peruanos pela natureza impressiona e a prova de que a natureza retribui vemos nos parques e jardins – que estão em toda parte. Por onde quer que você caminhe estará cercado por forrações, arbustos e árvores. Muito verde, muitas flores que acabam confundindo seu colorido com as cores fortes da cidade. O peruano, já disse em outra postagem, é um povo colorido.

Restaurantes famosos ocupam a avenida beira-mar. E como a culinária no Peru é valorizadíssima e os restaurantes vivem lotados, encontrar uma vaga para  o carro nem sempre é fácil, principalmente à noite.

DSCN1594

DSCN1597 (1024x768)

DSCN1599 (1024x768)

Apesar do índice pluviométrico muito baixo – menos de 8 mm ao ano -, o tempo nublado acaba colaborando na preservação do verde.
E para nossa surpresa, houve um dia em que choveu – chuva fininha, que não foi suficiente nem para embaçar os óculos. Adorei!

VAI VIAJAR ISTEPO MAIOR cópia

CONTATO:

[contact-form-7 404 "Not Found"]

2 COMMENTS ON THIS POST To “PERU . LIMA – BARRANCO , Tradicional Bairro da Capital”

  1. Avatar Rosa Silva disse:

    Mas que bairro mais simpático e charmoso, muito lindinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *