ARGENTINA, AR: Lago Nahuel Huapi – O Passeio de Veleiro de Angela Loreto.


IMAGEM DESTACADA: Lago Nahuel Huapi.

Até que enfim!, acabei desencravando fotos que cliquei do Lago Nahuel Huapi em 2012.  Você pode não acreditar, mas parece que foi ontem… 
Cada vez que abro “Minhas Imagens” não sei por onde começar.
Daí vi que minha amiga Angela Loreto, também colaboradora do blog – outro amigo que contribui com belas fotos e informações é Rodrigo de Souza Cardoso -, fez um passeio em veleiro pelo lago e gostou muito. Nem pisquei. Com autorização da amiga, segue a postagem.

O LAGO NAHUEL HUAPI
é de origem glacial e está a 700 m acima do nível do mar.
Pertence a duas províncias: Neuquén e Rio Negro. Nesta última é  onde está Bariloche, cidade fundada em 1895 na margem sul do Nahuel Huapi.
Sua profundidade maior não ultrapassa à do Lago Argentino (500 m), em cuja margem está El Calafate,  mas chega perto: 450 m.
É pontilhado por várias ilhas, sendo a de maior destaque a paradisíaca Isla Victoria.
Normalmente, a visita à ilha é conjugada com a do Bosque de Arrayanes, localizado na península Quetrihue, beeem pertinho de Villa La Angostura.

Nota: o mapa ilustra apenas a localização do bosque e a possibilidade de alcançá-lo pela fantástica estrada RN40.

EMBARQUE
no Porto Pañuelo, a aproximadamente 23 km do Centro de Bariloche. Caso dispense os transportes turísticos, o ônibus 20 passa lá. Este passeio você poderá fazer durante todo o ano.

Segundo Angela, que optou por navegar em um veleiro, “O passeio dura cerca de duas horas. A capacidade da embarcação é para 10 pessoas.
Na volta nos foi servida uma pequena tábua de frios acompanhada por refrigerante ou vinho argentino (lógico).
Quem tiver oportunidade, deve fazer esse passeio”. Os telefones para contato são: 0294-15-4534382 e 011-15-6701-8321.

Imagem do Lago Nahuel Huapi clicada por Angela Loreto.

No BOSQUE de ARRAYANES
o visitante desembarca após uma hora de navegação pelo Lago Nahuel Huapi. Trata-se de uma reserva natural localizada na Província de Neuquém. Pertence à Villa la Angostura, outra atração digna de nota.

O bosque impressiona pelo colorido dos troncos das Arrayanes, de cor avermelhada, espécie abundante nesta região.

No Bosque de Arrayanes  (murtas) a caminhada é confortável devido às passarelas que foram construídas para preservar a vegetação.
Neste cenário de conto de fadas construíram uma confeitaria em um chalé, que muitos pensam ter servido de inspiração para Walt Disney.
O que poucos sabem, é que essa estória que chega aos ouvidos de alguns visitantes não tem fundamento.

No site da Folha de São Paulo de 22/5/18 há uma reportagem a respeito das cidades mais atraentes do norte da Patagônia.
Uma, em especial, datada de 25/5/17, esclarece que Walt Disney nunca…
Hummm… Melhor você mesmo clicar ali em cima e descobrir a novidade.

*****

 

 

Deixe seu palpite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s