ARGENTINA, AR: Calle Magallanes – A Rua Mais Animada Do Bairro La Boca.


IMAGEM DESTACADA: Conventilho visto do Centro Cultural de Los Artistas.

LA BOCA
era sinônimo de Camiñito, sua mais famosa rua.
Nem o estádio de futebol conhecido como La Bombonera, em minha opinião nada modesta, tem seu nome tão ligado ao bairro.
Vejo Camiñito como uma rua de movimento tranquilo, mesmo na alta temporada, que serve exclusivamente como local de exposição para obras de pintores, fotógrafos e desenhistas.
Estes artistas oferecem seus trabalhos de maneira super organizada: são presos em painéis aramados colocados lado a lado, formando uma corredor que tem como fundo o colorido das paredes dos conventilhos. O visual é dos melhores e rende belas fotos.
Particularmente, aprecio o trabalho de um artista chamado Horácio Spalletti, que oferece desde 1997, no Museu Ao Ar Livre Camiñito, trabalhos de cenas comoventes dentre suas obras premiadas. São imagens marcantes, de cenas do cotidiano e de pormenores que na maioria das vezes escapam de nosso olhar.

Na foto abaixo, adquirida por mim em outubro de 2011, o reflexo do poste na poça d’água não escapou do olhar atento do artista. Quantos passaram por ela e não a viram, ou, na pior das hipóteses, viram-na, mas não lhe deram a devida importância?

Eu havia adquirido uma cópia dessa foto em setembro de 2011, mas acabei esquecendo no aeroporto de Ezeiza.
Mês seguinte lá estava eu novamente em Buenos Aires para comprar outra foto – ei-la acima, linda!

MAGALLANES – A CALLE DO AGITO
É impossível chegar ao largo La Vuelta de Rocha e ficar indiferente ao movimento da rua mais animada do bairro.
A Magallanes é extensa, mas é neste primeiro quarteirão que está todo o destaque: de cara, há casais de dançarinos de tango, vestidos a caráter, convidando quem chega para “sacar una foto”.

QUE TIPO DE FOTO?
Não são fotos como aquelas em que as pessoas posavam tipo dois de paus. Na-na-ni-na-não!
Os dançarinos simulam passos de tango com os candidatos, como se a dupla estivesse dançando e sido surpreendida em um momento sensual do tango.
É divertido observar as poses que os bailarinos compõem com seus pares, e as expressões faciais dos fotografados – são as mais engraçadas possíveis.
Rola rosto colado, rola aquela coxa com meia arrastão dobrada e encostada na perna do fotografado, rola perna de bailarina enlaçando a perna do cavalheiro…
E quando o milongueiro – com direito à cigarro no canto da boca e tudo! – segura na coxa das mulheres, pouco acima da dobra da perna, e a levanta para que fique na altura do bolso de sua calça? Vocês precisam ver as expressões das mulheres! Essas fotos rendem um espetáculo à parte.
Alguns são desajeitados de dar dó; outros ficam duros feito uma pedra. E os olhares de desconfiança, de canto de olho, enquanto o fotógrafo ataca com cliques? Só mesmo vendo!Dá prá rir muito.

ONDE COMER
Alguns restaurantes ampliaram suas instalações e passaram a funcionar, literalmente, na própria via.
Este aqui de baixo é um exemplo. O “Fritz” é pura fachada para atrair brasileiros – dito por um dos garçons. Vale tudo para atrair clientela.

Um dos restaurantes da Magallanes montou um palco na calçada da frente da casa, onde um casal de dançarinos de tango se apresenta. Chamar atenção e atrair visitantes é fundamental.
A rua é um fervo mesmo fora da temporada.

ONDE COMPRAR
Lojas de lembranças você encontrará às dezenas. Pesquise bastante antes de comprar! Nesta extremidade da rua os preços costumam ser mais pesado$$$ – sem trocadilhos com a moeda do país.
Um dos lugares mais conhecidos e movimentados é o Centro Cultural de Los Artistas. Esta galeria, em 2011, chamava-se Conventilho Histórico.
Pareceu-me que, para que essa referência não se perca, há um cartaz na calçada que o indica. Não é de hoje que esta galeria oferece milhares de lembranças de Buenos Aires.

Esta espaço rende boas fotos e mesmo que você não queira comprar nada, vale à pena visitá-lo.
Outra coisa: pode bater aquela preguiça para subir a escada.
Olhar prá cima e imaginar que as mercadorias são as mesmas que você encontrou no térreo, não vale. Garanto que na varanda há ofertas beeemmm diferentes das que você viu até chegar a este endereço, e que você vai amar.
Há uma loja que vende cartazes com dizeres muito interessantes, pintados em estilo típico dos que estão espalhados pelo bairro e que chamam tanta atenção. A placa vermelha na foto ali de cima é um exemplo. São lindíssimos!

O varal acima revela um dos recursos utilizados pelas pessoas que habitavam os conventilhos: era esse o jeito encontrado para secar roupa.
É importante informar que as habitações são autênticas.

Da varanda, além da visão curiosa do conjunto de conventilhos, você poderá descobrir um artigo interessante que está em uma loja do outro lado do muro!

Do alto, vê-se o trabalho executado no piso que era cimentado. Pintura exagerada, que poluiu visualmente a galeria.
Os artigos que ficam pendurados nas paredes externas das lojas e que costumam ser muito coloridos, integraram-se à esse visual e se diluíram. Acho (não tenho que achar nada, mas vá lá) que isso se deve à perspectiva; será? Ficou cansativo ver tanta cor logo que se entra na galeria…
Mas isso não importa: o que vale é bisbilhotar as lojas e não olhar prá baixo; da varanda, observe os quintais dos vizinhos! Nada a ver com fofoca – só quero lembrá-lo daquele lance que você poderá descobrir por cima do muro!

8 comentários em “ARGENTINA, AR: Calle Magallanes – A Rua Mais Animada Do Bairro La Boca.”

  1. Amiga,

    Sua postagem me fez matar a saudade do lugar! Das várias vezes que fui a Buenos Aires, explorei La Boca turisticamente apenas na primeira vez. Nas outras oportunidades voltei ao bairro apenas para comprar doce de leite da marca La Salamandra, numa pequenina loja bem ao lado do famoso sobrado Caminito. Na minha opinião o doce é um dos melhores do mundo!

    Abraço!

    Curtir

    1. Olá, Rodrigo! Tudo bem?
      La Boca está cada vez maior. Crescendo em direção à linha do trem. O melhor restaurante está lá, bem em frente aos trilhos (já escrevi a respeito aqui no blog).
      Agora, quanto a doces de leite, abriram duas lojas em San Telmo que são umas tetéias. Ambas ficam na Calle Defensa. Caso você ainda não tenha visto a postagem, aqui está para seu deLEITE – com direito a trocadilho e tudo. Abraços da amiga e obrigada por seu comentário. Lá vai: https://vaiviajaristepo.com/2018/04/22/argentina-buenos-aires-a-casa-do-doce-de-leite/

      Curtir

  2. Adorei o post! Sempre fui fascinado pela Argentina e o bairro de Boca sempre foi um dos sítios que mais me fascina no pais! Tenho pena de não ser muito barato de viajar para a América do Sul desde Portugal! Mas quando puder ir, é para ficar muito tempo!

    Curtir

    1. Olá, Miguel! Tudo bem?
      Muitíssimo obrigada por seu comentário. Também amo a Argentina.
      Verdade, Miguel. Viajar está muito caro para os brasileiros também. Todos os preços de hotéis e passagens aéreas para o exterior são cotadas em dólares! Daí, para o brasileiro classe média fica muito caro. Quem gosta de viajar tem que economizar muito.
      Ano próximo estou alinhavando uma viagem para a Europa; e, para não perder o costume, começo por… meu amado Portugal. Hoje mesmo reservei um dos hotéis.
      Boa noite! Seja muito bem-vindo ao blog!
      Marilia.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe seu palpite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s