BRASIL. PARANÁ, Pr: Chegando à Florianópolis pela Estrada da Graciosa, a PR-410.


IMAGEM em DESTAQUE: Trecho da Estrada da Graciosa.

Cansada de trafegar (tanto de ônibus quanto de carro) pela BR-116 do Rio à Florianópolis  – mais de 20 anos só em companhia de meu fiel escudeiro -, sugeri mudar o trajeto – “Antes tarde do que… “
Pela internet – salve o Google! – tracei nossa viagem pela Rio-Santos (BR-101) até chegarmos a Peruíbe. De lá alcançamos a BR-116 – não teve jeito.
Neste ponto em que as estradas mais importantes do país se encontram (BR-101 e BR-116), está uma referencia super conhecida: O Fazendeiro – um prédio antigo e feio que sofreu uma baita reforma há anos e melhorou bastante.
Não dá prá dizer que ficou lindo, porque isso já seria exagero, mas, ficou bem apanhado.
A reforma foi abrangente e passou pelo restaurante, pelo Café/ lanchonete e ainda incluiu o Posto de Gasolina.
Os banheiros, sim, foram modernizados e passaram a contar com pessoal que capricha na limpeza.
É lá que as companhias de ônibus interestaduais e de turismo costumam fazer paradas e onde você poderá estacionar para esticar as pernas e tomar um café para depois então seguir viagem.

PORTAL DA GRACIOSA
Continuamos a trafegar pela BR-116 até chegarmos ao ponto que você vê na foto abaixo.
Este desvio está logo após o pedágio Campina Grande do Sul.
Mesmo que você não se ligue neste detalhe inútil, a placa indicativa de direção não permitirá que você erre o caminho: pegue o atalho da direita, passe por baixo da BR-116 e… pronto! Você já estará diante do Portal da Graciosa, lindo de viver.

Portal da Graciosa

Esta estrada existe desde 1873. São aproximadamente 40 km de paisagens indescritíveis e inenarrável satisfação – a cada curva, uma agradável surpresa. E como curvas não faltam…
Um trecho é asfaltado e outro de 8 km está pavimentado com paralelepípedos, o que o forçará a diminuir a velocidade.
Além disso a estrada é muito sinuosa e requer muita atenção do motorista.
O lado maravilhoso dessa precaução é que trafegar na Graciosa, com pouca velocidade, lhe permitirá curtir mais a natureza que a emoldura: gramados, cachoeiras, aromas, flores, neblina… A estrada faz jus ao nome.
É tão especial, que prepararam 7 belvederes em pontos estratégicos entre as curvas, a fim de que os menos apressados possam saltar de seus veículos e desfrutarem desse contato.
Deixar-se desaparecer momentaneamente pela densa neblina, sentir o perfume da terra molhada, ouvir o canto de pássaros em meio ao farfalhar das folhagens ou de um silêncio momentâneo, meu amigo…

Vez ou outra vê-se que os fogões à lenha de algumas casinhas funcionam a pleno vapor, literalmente, pela fumaça que sai da chaminé, ou algumas penosas (era assim que meu saudoso pai se referia às galinhas) mais atrevidas cruzarem a estrada.

Pela PR-410 você chega à Morretes, a Antonina ou a Paranaguá, nosso objetivo.

Chegará um momento em que a Graciosa bifurca: pela direita, a PR-411, você chegará a Porto de Cima, Ponte de Ferro e, finalmente, Morretes. Tudo bem pertinho.

Agora…, PRESTENÇÃO!
Para chegar a Antonina você continua pela PR-410, mas vai cair na PR-408 para chegar até lá. E mais: você poderá ir de Antonina a Morretes por esta mesma PR-408.


Eu e meu fiel escudeiro ficamos sem rumo em alguns momentos e tivemos que parar para perguntar porque não estávamos com nenhum mapinha na mão. E como não temos a menor simpatia por GPS ou similares, foi por aquele antigo método de parar o carro pra perguntar que nos safamos nesses instantes.

Em época de floração das hortênsias a estrada lembra muito a RioPetrópolis de antigamente, a Serra Velha da Estrela, em determinados trechos.

Fizemos esse caminho duas vezes seguidas e gostamos imensamente.
Já curtimos muito viajar de carro – e como viajamos!- e aproveitamos bastante esses momentos.
A idade avançou e agora nos deixamos orientar pela sábia prudência: avião é a melhor condução para alcançarmos certos destinos.

Aproveitem enquanto é tempo! Por isso, sempre no final de cada postagem deixo a marca do blog:

*****

 

 

 

 

 

 

2 comentários em “BRASIL. PARANÁ, Pr: Chegando à Florianópolis pela Estrada da Graciosa, a PR-410.”

Deixe seu palpite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s