BRASIL. MARANHÃO, MA. ROTA DAS EMOÇÕES COM PAULO OFF-ROAD JERI – 9º DIA: DE BARREIRINHAS à JERICOACOARA – O Caminho de Volta.


IMAGEM DESTACADA: Barragem Lima Brandão, em Granja.

NOSSO ROTEIRO
9º Dia na Rota: De Barreirinhas (MA) a Jericoacoara (CE).

ANOTE!
A Rota das Emoções poderá ser percorrida por dois itinerários que menciono mais abaixo. Percorrê-la por inteiro é um dos roteiros mais interessantes que fiz na vida, desde quando comecei a viajar – 1985.
É interessante inteirar-se a respeito dos trajetos que fazem parte da Rota, a fim de que você escolha o que melhor lhe convier.
Ela não se resume, simplesmente, em você atravessar as rodovias que vão de Fortaleza a Barreirinhas ou de São Luiz à Fortaleza.
Entre uma ponta e outra há muuuiiita água rolando embaixo dessa ponte.

O circuito resume-me no seguinte:
– No Ceará: Fortaleza e Costa do Sol Poente (Jericoacoara e Camocim); no Piauí: Delta do Parnaíba; no Maranhão: você poderá optar por dois caminhos a partir de Paulino Neves:
1 – ou passar pela estrada nova, a MA-315, e seguir direto para Barreirinhas – leia-se Grandes Lençóis Maranhenses -, ou…

2- subir o Rio Preguiça em uma embarcação que poderá ser contratada em alguma empresa turística da cidade.
Neste caso, você deverá chegar à Praia de Caburé, e embarcar próximo à foz do Rio Preguiças em algum ponto previamente agendado com a empresa contratada.
Lembre-se de que para fazer esse trajeto em ritmo de aventura, que é como convém, você precisará de veículo com tração 4×4 para chegar até Caburé.

É nesta questão que venho destacando o trabalho de Paulo – essa pessoa incrível, profissional respeitadíssimo, que nos conduziu pela primeira vez na Rota (2010) e acabou se tornando nosso amigo.
Com Paulo já cruzamos essas estradas 3 vezes, e cada vez de uma maneira diferente.
Paulo cumpre a rota de acordo com a vontade do freguês, e não exita em trafegar com sua Hilux em qualquer modalidade de terreno. É o tipo de carro para quem aprecia conforto e pretende chegar com o esqueleto inteiro a seu destino.

Voltando à vaca fria: conforme já citei lá em cima, trata-se de um re-su-mo! Os desdobramentos são muitos e por isso é aconselhável traçar um roteiro.

O Google Maps lhe dará excelente visão dos lugares. Daí, mô quirido, caso opte por subir o Rio Preguiças, basta escolher um restaurante ou uma das pousadas de Caburé para ponto de encontro, e indicá-lo (a) para a empresa de turismo com quem você se entendeu (repeteco). E como todos ficam próximos à beira do rio, fica bem fácil. Pode confiar porque foi deste jeito que cheguei à Barreirinhas na primeira vez em que a visitei.

Agora, caso você deseje desfrutar da maravilha que é trafegar – prestenção! -, literalmente, pela beira do mar, Paulo Off-Road Jeri preparará um esquema especial para você, de acordo com a tábua das marés.
Esse lado beira-mar da Rota é IMPERDÍVEL! E para você se inteirar mais a respeito do assunto, basta clicar nos links que estão no final desta postagem.


O RETORNO À JERICOACOARA

1- PEQUENOS LENÇÓIS
O primeiro ponto a ser considerado foi passar novamente pelas dunas atraentes e silenciosas dos Pequenos Lençóis.
Este silêncio, frequentemente perturbado pelos assobios e varreduras dos ventos, lhes confere um ar de mistério. 
Inenarrável a satisfação que sentimos ao atravessar novamente o pequeno trecho desse monumento natural, indescritível, que atrai turistas do mundo inteiro.

As dunas dos Pequenos Lençóis, despretensiosas e serenas para quem as vê, é a antítese dos Grandes Lençóis – que se mostram altivos e poderosos e que, apesar de fazerem parte do mesmo ecossistema, parecem ser avessos a visitas e por isso se protegem, mantendo-se afastados dos centros civilizados.
Enquanto um parece estar pronto para quem quiser se jogar em um caloroso abraço, o outro parece frio e indiferente, como se ignorasse tudo que não se pareça com a imagem de seu espelho.


DUNAS dos LENÇÓIS 
Os pontos visitados não mudam! Dê tempo ao tempo e você verá paisagens completamente diferentes nos mesmos lugares. Estamos falando em dunas, lembra?
Por questões de praticidade, as empresas de turismo mantêm os mesmos nomes para as lagoas localizadas em determinados roteiros, embora elas mudem completamente de forma e volume com o passar do tempo.
Esses programas oferecidos em Barreirinhas são chamados de Circuitos, e são dois os principais: Circuito Lagoa Azul – que inclui mais 2 lagoas: Esmeralda e do Peixe, e Circuito Lagoa Bonita – que inclui mais 3 lagoas que já foram batizadas com nomes diferentes. Isso muda a cada temporada.

Mas, como ia dizendo, confesso que os Pequenos Lençóis despertaram-me curiosidade e já estudo a melhor maneira de chegar até lá como passeio de um dia.
Creio que de Paulino Neves seja o melhor ponto de partida. De lá podemos chegar a Tutóia, a Atins, ao Farol de Mandacaru, a Bar…
E para que você tenha uma idéia dos Pequenos Lençóis, clique aqui e veja a pequena amostra.


2- ARAIOSES
Nesse trajeto, passamos por dois restaurantes muito interessantes: o primeiro, chamado Mistura Cearense, impressionou-nos pela limpeza e organização.

O restaurante confirma aquele velho dito popular “Quem vê cara não vê coração”. Por sua aparência simples, não fiz fé no conteúdo, mas me enganei redondamente – e quadradamente também.


Arrumação e limpeza…

Alimentos variados, frescos e bem protegidos: pães, bolos, frios, salgados, sanduíches, biscoitos, café, leite…


Água, sucos, refrigerantes, cervejas, biscoitos, salgadinhos, sorvetes.
Pela fartura do buffet, meu fiel escudeiro logo profetizou: – Aqui deve ser parada para ônibus!… Não deu outra.


Na geladeira lotada de latas de refrigerantes o destaque vai para o Guaraná Jesus, nordestino por natureza, mas que beleza! Em fevereiro…
Em 2010, no Maranhão, tive curiosidade e o experimentei.
O sabor é bem perfumado, muito diferente dos demais refrigerantes que conhecemos (inclui cravo e canela na fórmula) e, confesso, não repetiria a experiência – que me perdoem os apreciadores da bebida.

São Luiz é a cidade natal do guaraná e, segundo estatísticas, é a bebida gasosa mais consumida do Estado.
A história de sua criação é semelhante à daquela famosa bebida americana consumida no mundo inteiro: sua fórmula foi concebida em uma farmácia. Vale muito à pena ler a respeito de sua história. Clique aqui e saiba muito mais.
Aos poucos, ganha espaço o famoso guaraná que teve a participação do público na escolha de sua embalagem (votação).
Maranhão, Piauí, Tocantins, São Paulo e outros Estados já aderiram ao novo sabor de guaraná.

O desenho de sua embalagem teve inspiração nos azulejos que revestem casas do Centro Histórico de São Luiz.

Lugar à sombra não falta em frente ao Mistura: seja para estacionar o carro, descansar…, ou tirar u’a madorna no balançar de uma das redes. Ah! Quase ia me esquecendo: banheiros limpos. Gostamos muito.

Endereço: MA-345, Araioses – MA, 65570-000
Telefone: (98) 98823-1576
Horário de Funcionamento: De 2ª a Domingo, de 5.30 h às 19.00 h.


3 – CHAVAL – CHURRASCARIA O MOTÃO.
Foi nesta cidade fronteiriça com o Piauí que fizemos a segunda parada, e onde almoçamos.

Não tinha o ambiente organizado como o Mistura Cearense, mas isso acabou não passando de mero detalhe; fomos recebidos com um sonoro “bem-vindos” e muita simpatia. Isso cooonta!
Espaços imensos estavam lotados de mesas – sinal de que o movimento é grande; e se o movimento é grande, é porque a comida é boa. Estacionamento praticamente lotado.
Não titubeamos: escolhemos carne de sol com abacaxi, que nos pareceu ser o prato de resistência da casa. Chegou rapidinho, sem hora marcada. Almoçamos tranquilamente, e logo botamos o pé na estrada.

Essa churrascaria é bastante conhecida não só pelo restaurante, mas pelo “descansódromo” e ainda por uma piscina feita na pedra. Hein?

Jovens chegavam em carros off-road já vestidas com biquinis por baixo da roupa, e logo subiam em uma pedra bem alta que fica atrás da churrascaria; não entendemos nada, mas também não tivemos curiosidade para perguntar o que havia lá em cima.
Talvez estivessem a fim de pegar um bronzeado…, esticadas em cima da pedra, mas… estava fazendo um calor de bode! Como aguentar? Estariam tomando banho com mangueira? Fiquei imaginando tudo isso e mais a temperatura que devia estar se desprendendo daquela pedra! Mas… passou.
Só fomos saber que se tratava de uma piscina quando, já na estrada, começamos a comentar a respeito daquele lugar com o motorista.
Essa piscina foi improvisada em uma cavidade da pedra!
A falta de curiosidade custou-me fotos que poderiam ser muito interessantes, quem sabe?

Essa região da fronteira entre Piauí e Ceará é riquíssima em pedras. Pedras imensas! E foi sobre uma delas, de onde se vislumbra bela vista, que construíram uma gruta em homenagem à padroeira da cidade, N. S. de Lourdes.

O próprio terreno da churrascaria é cercado por pedras e algumas são bem altas e robustas. Chaval foi construída sobre e ao lado de pedras.

Quem teve sorte de encontrar uma sombra…, se deu bem.
Mas, quem não teve a mesma sorte…

Sobre uma das elevações mais destacadas do terreno colocaram uma pequena imagem do Cristo Redentor; e sobre outra, com aquele famoso jeitinho brasileiro, construíram a tal piscina.


4- GRANJA
Nesta localidade o que nos chamou atenção foi a barragem Lima Brandão (foto ilustrativa da postagem), construída no Rio Coreaú, o mesmo que atravessamos na ida para Barreirinhas.

5- ONDE HOSPEDAR-SE. OU…, NÃO.
O alvo? O Hotel e Restaurante Villa Terra Viva. Um hotel que se posiciona “em cima do muro”, dado seus lados positivo e negativo.
Dentre os positivos estão sua excelente localização – a proximidade do Centrinho da Vila, bom comércio, restaurantes, praia e algumas atrações tais como a Duna do Por-do-Sol, Pedra Furada -, o atendimento nota 10 dos funcionários e muitos outros que cito neste link. Neste link estão também nossos pitacos a respeito do que não gostamos que, felizmente, são poucos.

"Não viajo para fugir da vida, mas para a vida não fugir de mim”. (Autor desconhecido)

1º dia na Rota – De Fortaleza a Jericoacoara
2º dia na Rota – Jericoacoara – Lagoas: do Paraíso e Azul
3º dia na Rota Andanças Por Jericoacoara.
4º dia na Rota – De Jericoacoara a Luiz Correa, PI.
5º dia na Rota – Carnaubinha Praia Resort.
6º dia na Rota Barreirinhas e Circuito Lagoa Azul.
7º dia na Rota – Santo Amaro do Maranhão
8º dia na Rota – Flutuação no Rio Formigas, em Barreirinhas

A Ex Bem Cuidada Pousada d’Areia.
– Divino Cafeteria no Centro de Barreirinhas – É Divina!
Hotel Villa Terra Viva, em Jericoacoara.
– Hotel Villa Beija-Flor, em Jericoacoara.
– Conto de Fadas – Onde Comprar em Jericoacoara.
Onde Almoçar em Jericoacoara. Ou não.
O Charme do Comércio de Jeri.
O Quintal Mais Charmoso da Vila de Jericoacoara.

 

 

 

 

Deixe seu palpite!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s