Arquivo da categoria: FORTALEZA

BRASIL: Rota das Emoções Com PAULO OFF ROAD JERI – (1º Dia)


IMAGEM DESTACADA: A Hilux de Paulo – versão antagônica daquela que ficou famosa como “Princesinha do Agreste” em certa novela da TV -, pronta para qualquer parada.

Nas postagens seguintes você constatará que a musa exacerba em brilhantismo, não importa aonde vá. E, apesar de seu glamour  – estofamento em couro, ar condicionado e muito espaço -, tal qual a Amélia cantada por Ataulfo, “não tem a menor vaidade”.

NOSSO ROTEIRO

1º Trecho da Rota: Fortaleza (CE) / Jericoacoara (CE).
Esta parte poderá também ser executada, literalmente, pela beira do mar. Neste caso, o esquema é outro (a orientação estará brevemente neste mesmo local). 

JERICOACOARA TAMBÉM TEM HISTÓRIA
Não faz tantos anos assim – 20, aproximadamente -, tratava-se apenas de uma vila de pescadores quietinha, quaaase escondida entre o mar e as dunas.
Não havia estradas, não havia eletricidade e, consequentemente, tudo que dependesse de uma tomada…
Não havia sequer uma pousada. Os sobrinhos de meu fiel escudeiro estiveram em Jericoacoara em 1987 e foram abrigados por pescadores. Era em suas casas que dormiam e comiam.
Não havia banheiros e por conta disso o descarte intestinal era feito atrás de qualquer moita ou árvore.
Chegaram à vila em lombo de burro! A moeda corrente era o escambo e por este motivo muito pouco dinheiro circulava.

Jericoacoara – cenário exuberante arquitetado pela natureza – cuja quietude só era abalada pelo assobio do vento -, jamais imaginou que outros tipos de vento soprariam em sua direção e a transformariam em um dos polos turísticos mais famosos do planeta.
Jericoacoara cresceu… Moradores daquelas casinhas simples negociaram seus espaços e agora vê-se, em seus lugares, hotéis de luxo, pousadas bem transadas, boutiques sofisticadas, Cafés atraentes e restaurantes charmosos, sem falar em uma sorveteria/fábrica de sorvetes da melhor qualidade, que consegue formar fila apesar de suas espaçosas instalações. Fabricam até sorvete diet!
Aumentou o número de farmácias e de supermercados; uma UPA bem elogiada pelos moradores foi construída na entrada de Jeri e a oferta por diversos tipos de terapias pela Vila é considerável.
Há consultório dentário. Lojas de marcas famosas do ramo de sandálias de praia e perfumaria estão presentes. Que tenhamos notado, duas praças foram construídas: uma no Centrinho (rua Principal) e a outra em frente à Matriz.
A diferença que encontramos de 2013 prá cá é gritante!
De tudo isso, o que mais nos chamou atenção foi o seguinte: é que todo esse glamour que Jeri vem adquirindo com a rapidez de quem furta, não alterou aquele jeitão descontraído – a Vila continua atraente e está ficando cada vez mais charmosa.
Jeri é um lugar encantador, alegre, onde todos são bem recebidos. Jeri parece colo de avó – é puro aconchego; Jericoacoara não se explica. A Vila é transbordante de Luz, porque é lugar de gente feliz.


ROTA DAS EMOÇÕES
Foi Paulo quem nos conduziu em 2010 pela Rota das Emoções.
Este roteiro compreende os Lençóis Maranhenses, o Delta do Parnaíba e a Costa do Sol Poente Cearense: Jericoacoara e Camocim. Percorremo-la de ponta a ponta.
Nesta ocasião, nosso companheirão de viagem – por quem acabamos por nutrir grande admiração e profundo apreço -, trabalhava para uma empresa de turismo de Jericoacoara.
Batalhador e profundo conhecedor da Rota e arredores, não foi surpresa quando, ao contratarmos seus serviços pela segunda vez, informou-nos, feliz da vida, que já fazia tempo que trabalhava por conta própria. A partir daí, Paulo é que passou a comandar e orientar seus passageiros nos roteiros propostos. Sugestões não lhe faltam.
Nas três vezes que transitamos pela Rota (total ou parcialmente), nosso guiador foi nos pegar em Fortaleza. A mais recente, no aeroporto.

1º DIA na ROTADe Fortaleza a Jericoacoara.
Desta vez tivemos a vantagem de contar com um voo que chegou à capital cearense às 11.30 h e de lá rumamos diretamente em direção à Jericoacoara, parando duas vezes no caminho: uma para almoço, em Paraipaba (Restaurante e Churrascaria São Paulo), e outra para lanche, em Itarema.

SUGESTÃO: Caso você chegue a Fortaleza em horário de almoço ou desembarque com fome, sugiro que passe na praça de alimentação do aeroporto. Lá a oferta de refeições saborosas é grande, devido a nomes tradicionais em culinária rápida.

O buffet da churrascaria de Paraipaba deixou muito a desejar; em contrapartida, a tapioca de carne de sol com queijo de coalho do Delícias do Café de Itarema é in-dis-pen-sá-vel!!!  É ponto obrigatório.

Além de refeições, o Café oferece pratos rápidos tais como tapiocas com diversos recheios, omeletes, bolos, sanduíches, salgados e outras delícias. Tudo preparado e servido com esmero.
Artesanatos e redes também estão a venda.
Ambientes limpíssimos, incluindo os banheiros. Essa parada é porreta!
Anote: Av. João Batista Rios, 265, Itarema – CE, 62590-000.
Telefone: (88) 99755-5049.
Horário de Funcionamento:

sábado 04:15–18:00
domingo 05:00–12:00
segunda-feira 04:15–20:00
terça-feira 04:15–20:00
quarta-feira 04:15–20:00
quinta-feira 04:15–20:00
sexta-feira 04:15–20:00

Da esquerda para a direita: meu fiel escudeiro, Paulo e a simpática senhora que se desdobrou em gentilezas para nos atender.

Toalhas de banho, de mesa, roupas de praia e conchas decorativas também fazem parte das coleções oferecidas pela casa.

Água de côco gelada para acompanhar a famosa tapioca do pedaço. Combina? Claro! É normal meu estômago apoiar, integralmente, o que meus olhos vêem.

Vale como um almoço. Deliciosa!

Mais tarde, ao passarmos pelo município de Cruz, Paulo nos levou para conhecer o aeroporto já devidamente preparado para receber aviões de grande porte. Prova disso é que voos diretos de Lisboa/Jeri/Lisboa estão previstos para serem inaugurados em setembro próximo. Jericoacoara nunca mais será a mesma…

Nosso guia e amigo seguiu por um atalho e chegamos à Preá poucos minutos antes do ocaso.

Trafegando por uma trilha de areia fofa, em direção à Preá.

Do ponto que se vê abaixo fomos até Jericoacoara (distante de Preá em apenas 14 km) pela areia da praia…

(Vídeo musicado)

… e ainda demos uma passada pela Árvore da Preguiça, atração de Jeri, antes de chegamos a nosso destino.

NOTA: A partir de 21/9/2017, quem visita Jericoacoara paga uma taxa de R$5,00 (cinco reais), por pessoa, pelo tempo em que o visitante permanecer na Vila.  
Trata-se da TTS - Taxa de Turismo Sustentável.
Há dois postos de cobrança: um deles fica na entrada da cidade (foto) e outro na entrada do município. 
Caso seja mais confortável para o visitante pagá-la pela internet,basta gerar o boleto na página da Prefeitura de Jeri.

QUEM NÃO PAGA A TTS?
Maiores de 60 anos, menores de 12, e portadores de deficiência física. Moradores e quem mora em outro local, mas trabalha na cidade, obviamente, também estão isentos do pagamento da taxa. 
40% do valor arrecadado é obrigado a ser empregado na Vila.

Ficamos na pousada Villa Beija-Flor, recém inaugurada na rua do Forró.
Ajeitamos nossa bagagem, tomamos um banho, e saímos para ver as novidades – só não imaginamos que fossem tantas!…

2º DIA na ROTA: Jericoacoara (CE) / Carnaubinha (PI)

N.B.: Importante ressaltar que o roteiro é executado, em alguns trechos, pelas dunas. Nem pensar em viajar pelo caminho traçado pelo Google, longo demais!

3º DIA na ROTA: Carnaubinha (PI)/Barreirinhas (MA)

2º DIA na ROTA: clique aqui e saiba mais.
3º DIA na ROTA: clique aqui e saiba mais.

“Somos todos viajantes de uma jornada cósmica – poeira de estrelas, girando e dançando nos torvelinhos e redemoinhos do infinito. A vida é eterna. Mas suas expressões são efêmeras, momentâneas, transitórias.”  DEEPAK CHOPRA