Praça Garibaldi, Uma Atração à Parte. Nice, França.


Roteiro: Rio de Janeiro / Lisboa / Nice (Menton; Saint Raphael; Biot; Saint-Paul-de-Vence; Villefranche-Sur-Mer) / Marseille (Calanques; Cassis) / Aix-en-Provence (Ménerbes; Cucuron; Carpentras; Fontaine du Vaucluse; Uzés; Saint-Paul de Mausole; L’Isle-Sur-La-Sorgue; Saint-Saturnin; Saignon; Sault; Valensole; Lac de Sainte-Croix) / Paris (Estrasbourg) / Lisboa (Lagos; Tavira ) / Rio de Janeiro.

Obs: clique duas vezes na luvinha para ver a imagem aumentada. 

MEU PRIMEIRO CONTATO COM A PRAÇA:

Quando saltei do tramway (Rio de Janeiro está ganhando tramway) e me vi em meio à Praça Garibaldi, imaginei como deve ser um mineirinho que pela primeira vez vê o mar.

A impressão que tive é a de que a praça, que já se destaca por suas dimensões e luminosidade, mais ensolarada ficou com a cor amarela emprestada pelos prédios que a cercam.
Outro pormenor: à certa distância, não me dei conta de que frontões, frisos e balaústres que adornam janelas e varandas eram pinturas executadas com a técnica “Trompe l’Oleil” , tamanha a perfeição do trabalho.
À medida que fui me aproximando de uma das paredes daqueles prédios é que percebi que estava cercada por um painel artístico imenso e mais maravilhada fiquei.
Tive a sorte de encontrar um Café localizado em um dos cantos da praça e ali me aboletei com o único intuito de observar longamente aquela obra prima. Não parava de olhar para cima. Deixei meu café esfriar, tomei-o em poucos goles como quem bebe um trago de cachaça, pedi licença a M. Morlaix, levantei-me e fui me colar nas paredes.
A denúncia da técnica deveu-se à pintura dos balaústres, mas mesmo assim continuei colocando em dúvida se os frontões, molduras das janelas e balcões continham relevos ou não.
Saí de lá pensativa e me perguntando: quem teria feito esse projeto? Quando fizeram a reforma e quanto tempo foi necessário para concluí-la? E a pintura, ficou a cargo de quem?
Embora cutucasse muito a internet, não encontrei qualquer comentário alusivo à obra. Foi aí que me veio à lembrança um site específico de viagens. Comecei pesquisando pelo nome de Garibaldi e acabei descobrindo em uma página, uma caixa de diálogo em que poderia perguntar a respeito de qualquer assunto (referente a turismo, obviamente), e lancei a pergunta. Horas depois fui presenteada por brasileiro morador de Nice, super gentil. Um jovem que se identificou como RTHIAGO, a quem agradeço penhoradamente pelas preciosas informações.

Assim ele escreveu:

“Olá Marilia G.

Você acabou me deixando curioso, a praça é linda porém eu também não sabia quando foi pintada e por quem etc…
Acabei encontrando um artigo SUPER interessante, entretanto está em frances. Eu não sei se você têm o domínio da lingua, se tiver está perfeito, se não tiver me avise que eu traduzo pra vc.
Espero ter ajudado !”

E como ajudou, Thiago! Como ajudou!

Como não aprecio as traduções dos programas encontrados na internet – sempre muito literais e por isso confusas -, traduzi o texto eu mesma, adaptando uma palavra aqui e outra ali para nosso idioma.

“Esta reforma compreende:

– a restauração das fachadas com a restituição das pinturas decorativas;
– a restauração das galerias;
– o retorno das ruas que fazem parte da praça, que estão englobados no projeto;
– a Capela do Santo-Sepulcro, classificada com Monumento Histórico;
– as persianas e janelas.
Os rebocos foram inteiramente retirados com picaretas até aparecer o fundo (a estrutura do prédio), para então serem refeitos com areia e cal.
As janelas, que haviam sido trocadas recentemente e que não eram mais no modelo em madeira dos séculos XVIII e XIX, foram trocadas para o padrão atual, indicados pelo Departamento de Construções Civis da França.
Certos condomínios aproveitaram-se da obra para instalar esse tipo de janela em todos os vãos (números 1 e 2 por exemplo).
As canaletas e calhas foram refeitas em cobre. Sete balcões (varandas), que haviam sido acrescentados em torno de 1900, foram retirados.

“A restauração das fachadas da Praça Garibaldi permitiu, assim, devolver à este lugar real toda sua característica, sua personalidade. A única praça na Europa decorada em Trompe l’Oeil em suas quatro fachadas é a Praça Garibaldi.
Graças ao projeto desenhado pelo Departamento de Arquitetura da Cidade, baseando-se em desenhos originais conservados pelos arquivos de Turim e fotografias tiradas de 1860 à 1910, a Praça Garibaldi reencontrou então sua aparência histórica (formas, decorações históricas).

CALENDÁRIO:

Início dos trabalhos: Verão de 2010.
Final dos trabalhos: Fevereiro de 2012.
Inauguração: Sábado, 24 de março de 2012.
Os trabalhos foram realizados por partes (“fatias”), em comum acordo com cada condomínio.
“Tratando-se de obras privadas, a cidade não tem a faculdade de impor ordem nas obras”

“Em se tratando de obra privada, a Prefeitura não tem como se impor nessas reformas”.

N.B.: 60% de um total de 1.400.000 Euros empregados na restauração da praça, foram financiados pela Prefeitura da cidade. Vinte pintores trabalharam ao ar livre em 6.500m² de fachada.

Mais informações a respeito da praça, clique aqui.

Talvez por sua imensa área descoberta, a Praça Garibaldi me lembra liberdade, nudez, acolhimento.
Sinto a praça como um lugar sem preconceitos. Como se abrisse longos braços – se os tivesse – e nos envolvesse num grande e caloroso abraço.
Para saber quem foi Garibaldi, bravo guerreiro que desposou uma brasileira de nome Anita, clique aqui.

E as informações que me foram passadas por RTHIAGO você poderá encontrar pesquisando no Google por: Inauguration des façades de la place Garibaldi à Nice, meu “Abre-te Césamo”.

Valeu, THIAGO!

Imagem_GoogleEarth
Praça Garibaldi em processo de restauração. Foi construída entre 1782 e 1792.

*****

P1080925 (1024x1003)
Praça Garibaldi.

*****

P1040471 (768x1024)
Alguém é capaz de dizer que estes frontões e balaustres não passam de pintura?

*****

P1040470 (1024x762)
Praça Garibaldi – a única da Europa cujos prédios foram trabalhados em Trompe l’Oeil em sua totalidade.

*****

P1040469 (1024x1019)
Vista parcial da praça.

*****

P1040468 (757x1024)
Até a sombra parece verdadeira.

*****

P1040466 (800x600)
Dúvida Cruel: há ou não há relevo ao redor das janelas?

*****

P1040465 (600x800)
O canto da praça onde dei vazão à minha curiosidade.

*****

img186 (2)

 

Nice, França – Um dia Inteiro na cidade, “sem lenço e sem documento”


Roteiro: Rio de Janeiro / Lisboa / Nice (Menton; Saint Raphael; Biot; Saint-Paul-de-Vence; Villefranche-Sur-Mer) / Marseille (Calanques; Cassis) / Aix-en-Provence (Ménerbes; Cucuron; Carpentras; Fontaine du Vaucluse; Uzés; Saint-Paul de Mausole; L’Isle-Sur-La-Sorgue; Saint-Saturnin; Saignon; Sault; Valensole; Lac de Sainte-Croix) / Paris (Estrasbourg) / Lisboa (Lagos; Tavira ) / Rio de Janeiro.

Obs: clique duas vezes na luva para ver a imagem aumentada.

*****

Dia 02 de julho, véspera de irmos para Saint Paul, decidimos bater perna em Nice.

Pegamos o train-way na Praça Massena e saltamos na bela Praça Garibaldi. Mais bela, isto sim, após a reforma da fachada dos prédios que a emolduram.

Por mais que cutucasse na internet, não consegui descobri em que época este espaço tornou-se uma obra fantástica de “trompe l’oeil”. A perfeição é tamanha, que para os menos avisados as janelas possuem frontões, balaústres e molduras em relevo. O trabalho é grandioso. Não só pela dimensão das paredes – 6.500m² foram pintados por vinte profissionais que trabalharam ao relento -, como também pela perfeição da técnica empregada.

Continuar lendo Nice, França – Um dia Inteiro na cidade, “sem lenço e sem documento”

Biot, França – Arte em Vidros. Produtos Provençais.


Imagem Destacada: planta baixa da cidade em mosaicos e ladrilhos fixada à esquerda de quem entra da rue Saint Sebastien. Ao lado, nos pequenos retângulos, endereços das lojinhas da cidade.

Obs: clique duas vezes na luvinha para ver a imagem aumentada.

Roteiro: Rio de Janeiro / Lisboa / Nice (Menton; Saint Raphael; Biot; Saint-Paul-de-Vence; Villefranche-Sur-Mer) / Marseille (Calanques; Cassis) / Aix-en-Provence (Ménerbes; Cucuron; Carpentras; Fontaine du Vaucluse; Uzés; Saint-Paul de Mausole; L’Isle-Sur-La-Sorgue; Saint-Saturnin; Saignon; Sault; Valensole; Lac de Sainte-Croix) /

A fim de você saber direitinho onde pegar uma das linhas de ônibus que sai de Nice e lhe permite chegar a Biot, dê um clique aqui e depois uma olhada na foto abaixo. Continuar lendo Biot, França – Arte em Vidros. Produtos Provençais.

FRANÇA, Saint Raphael, Côte D’Azur – Como Chegar Saindo de Nice.


Imagem Destacada: Praia de Malibu.

*****

*****

Roteiro: Rio de Janeiro / Lisboa / Nice (Menton; Saint Raphael; Biot; Saint-Paul-de-Vence; Villefranche-Sur-Mer) / Marseille (Calanques; Cassis) / Aix-en-Provence (Ménerbes; Cucuron; Carpentras; Fontaine du Vaucluse; Uzés; Saint-Paul de Mausole; L’Isle-Sur-La-Sorgue; Saint-Saturnin; Saignon; Sault; Valensole; Lac de Sainte-Croix) / Paris (Estrasbourg) / Lisboa (Lagos; Tavira ) / Rio de Janeiro.

Obs: clique duas vezes na luva para ver as imagens aumentadas.

Saint Raphael, na Côte d’Azur, não é um balneário badalado como Cannes, Nice, Saint Tropez, Antibes ou Saint-Jean-de-Cap- Ferrat e, pelo que me consta, nunca foi lugar que tenha virado moda por conta de algum famoso que tenha passado por lá.

E por estar assim quietinho, quando se fala em seu nome quase ninguém sabe aonde fica; até amigos que já estão cansados de viajar pelo mundo nunca ouviram falar em Saint Raphael – não sabem o que estão perdendo.

Continuar lendo FRANÇA, Saint Raphael, Côte D’Azur – Como Chegar Saindo de Nice.

Cristalinos Coloridos e Terapias Cromáticas.


 ou Rosa Silva (CRT 36.389) é formada em Ciências Sociais pela UERJ e pós-graduada em Psicopedagogia pela Universidade Cândido Mendes.

É a criadora do método de leitura cromográfica para Terapia Cromática – terapêuta multidiciplinar de cores, cristais, florais e imagens simbólicas.

Taróloga de leitura terapêutica …

Para saber mais a respeito da eminente profissional, clique aqui.

*************************

IMAGEM DESTACADA: foto do amanhecer clicada de dentro de um avião da TAP, alguns minutos antes do pouso em Lisboa.

img186

Sagrados – A Aliança de Maria Madalena e Amor em Jogo.


Duas obras instigantes escritas pela jornalista Ana Teresa Antunes de Araújo Merger, à disposição do leitor no sites citados abaixo e na Amazon.

Perfil de Anaté: Formada em jornalismo e com um mestrado em comunicação internacional no Institut d’Études Politiques em Aix-en-Provence, Anaté Merger trabalhou por 17 anos como jornalista em várias emissoras de TV e jornais brasileiros até se mudar para a Provence em 2004.

Franco-brasileira, casada, dois filhos, Anaté Merger é empresária no ramo do turismo, além de contista das antologias Amores Impossíveis e Segredos de Família, organizadas por Lycia Barros e autora de “A Aliança  de  Maria Madalena” – primeiro volume da série SagradoS e de “Amor em Jogo”, lançados pelo selo Ases da Literatura.

Contato e Redes Sociais:

1- anatemerger@naprovence.com

2- https://www.facebook.com/anatemergerescritora

3- http://www.skoob.com.br/autor/9425

4- http://www.skoob.com.br/livro/419974-amor-em-jogo

5- https://twitter.com/anatemerger

6- http://www.anatemerger.com

7- http://www.naprovence.com

 

 

Amor em Jogo

“Às vezes, a verdade tem muitos disfarces e, para descobri-la, você precisa ter coragem para tirar as máscaras, inclusive a sua”.

Saint-Tropez, Lacoste e outras cidades da Provence fazem parte dos cenários escolhidos para o novo romance da autora franco-brasileira Anaté Merger.

Continuar lendo Sagrados – A Aliança de Maria Madalena e Amor em Jogo.

FRANÇA, Nice, Côte D’Azur : Pontos dos ônibus números 94, 200, 400, 500 e ainda: o 10 para Biot e o 100 para Menton e Villefranche-sur-Mer.


Imagem Destacada: Ponto de Ônibus da Praça Alberto I

Roteiro: Rio de Janeiro / Lisboa / Nice (Menton; Saint Raphael; Biot; Saint-Paul-de-Vence; Villefranche-Sur-Mer) / Marseille (Calanques; Cassis) / Aix-en-Provence (Ménerbes; Cucuron; Carpentras; Fontaine du Vaucluse; Uzés; Saint-Paul de Mausole; L’Isle-Sur-La-Sorgue; Saint-Saturnin; Saignon; Sault; Valensole; Lac de Sainte-Croix) / Paris (Estrasbourg) / Lisboa (Lagos; Tavira ) / Rio de Janeiro.

Diante da dificuldade em encontrar o ponto do ônibus nº 100 – NICE/MENTON -, citada em outro post, pensei: – Por que não informar onde param os ônibus que partem para Cannes, Biot, Vence (St. Paul de Vence) e outras localidades próximas? Viajei em quase todos (menos o 94) e por isso procurei repassar os pormenores.

Um site português interessantíssimo que descobri recentemente e que resume tudo é este aqui. É prá ninguém botar defeito e pode ser acrescentado aos favoritos: trajetos por barco, automóvel, avião, trem e ônibus são mostrados sem complicação alguma. Continuar lendo FRANÇA, Nice, Côte D’Azur : Pontos dos ônibus números 94, 200, 400, 500 e ainda: o 10 para Biot e o 100 para Menton e Villefranche-sur-Mer.

FRANÇA, Nice/Menton. A dificuldade até encontrar o ponto do ônibus número 100.


Foto Destacada: Limão – O produto agrícola mais abundante da região.

Obs: clique duas vezes na luva para ver a imagem aumentada.

Roteiro: Rio de Janeiro / Lisboa / Nice (Menton; Saint Raphael; Biot; Saint-Paul-de-Vence; Villefranche-Sur-Mer) / Marseille (Calanques; Cassis) / Aix-en-Provence (Ménerbes; Cucuron; Carpentras; Fontaine du Vaucluse; Uzés; Saint-Paul de Mausole; L’Isle-Sur-La-Sorgue; Saint-Saturnin; Saignon; Sault; Valensole; Lac de Sainte-Croix) / Paris (Estrasbourg) / Lisboa (Lagos; Tavira ) / Rio de Janeiro.

*****

*****

INFORMAÇÕES MAL DADAS É FOGO!

Oh, se me lembro!… Saímos do hotel em torno de 9.30 h com destino a Menton e rumamos em busca da Gare Routière (Rodoviária) que, segundo indicações obtidas na internet, localizava-se entre a Praça Massena e o Centro de Convenções Acrópolis (1 Esplanade Kennedy, 06300).
Estranhei, porque a praça fica muito distante do Centro de Convenções e não seria possível uma rodoviária com tamanha extensão.
Outra indicação era de que a estação central de ônibus de Nice estava localizada na Av. Jean Jaurès; e uma terceira, no Jardin Albert 1ère, na Av. Verdun, na direção do Mac Donald que fica no prédio do Hotel Méridien. E agora? Bom, de cara, vimos que não havia rodoviária alguma neste local, porque já havíamos passado nesta praça algumas vezes e vimos apenas um ponto de ônibus. Então, pensamos no seguinte: que morador não saberia informar o endereço da Rodoviária de sua cidade? E baseados nessa hipótese, saímos lépidos e fagueiros a procura da gare, achando que seria fácil encontrá-la. Mas, não foi.  Continuar lendo FRANÇA, Nice/Menton. A dificuldade até encontrar o ponto do ônibus número 100.

Artesanato Catarinense


Obs: clique duas vezes na luva para ver a imagem aumentada.

À primeira vista poucos se dão conta do material empregado na confecção das flores que se vê na foto: escamas de peixe!

Acrescentei galhos de loureiro e alguns paus de canela ao arranjo e coloquei-o em uma prateleira em minha cozinha. Ficou interessante por serem todos os componentes naturais.

O artesanato poderá ser adquirido em dois endereços em Florianópolis: na Casa da Alfândega, no Centro, já postada neste blog, e na Tok&Stok no seguinte endereço:

Endereço:
Rodovia SC 401, José Carlos Daux, s/n
Saco Grande – Florianópolis – SC
CEP: 88032-005
Tel: (48) 3878-6250 | Fax: (48) 3878-6266
e-mail: tokflo@tokstok.com.br
Horário de Funcionamento:
2ª a Sábado – 9h às 22h
Domingo – 12h às 20h

*****

img186 (2)

 

Fortaleza – Crocobeach


Imagem Destacada: Entardecer na Praia do Meirelles.

Obs: clique duas vezes na luva para ver a imagem aumentada.

As indicações para que conhecêssemos a  melhor “barraca” da Praia do Futuro – Crocobeach – foram as melhores possíveis ao comentar que estaríamos viajando dia 16 de agosto para Fortaleza.

O que desconhecíamos era que a tal indicação tratava-se de um “clube”, longe, muito longe de ser o que imaginávamos, acostumados com o que temos aqui do Rio de Janeiro.

Na verdade, o que chamamos de “barraca” tanto serve para definir aquelas que fincamos na areia para nos proteger do Sol, quanto as que a Prefeitura autoriza, de modelo próprio, para servir de ponto de aluguel de cadeiras de praia, bebidas, biscoitos etc. Continuar lendo Fortaleza – Crocobeach

Experiências em Viagens/ Dicas

Astrolábio Trip

Blog de viagem com dicas, roteiros e fotografia.

Rome2rio

Discover how to get anywhere

Matraqueando

Blog de viagem | Por Sílvia Oliveira

www.viajenaviagem.com

Viaje na Viagem. Inteligência para viagem.

https://www.conexaoparis.com.br/

Experiências em Viagens/ Dicas