Arquivo da tag: Largo do Carmo

26/6/14. Lisboa – Ruínas e Museu Arqueológico do Carmo.


IMAGEM DESTACADA: Nave central da igreja do Convento de N.S. do Carmo.
*****
Endereço: Largo do Carmo, 1200-092 Lisboa, Portugal
Telefone+351 21 347 862.
Horários de Funcionamento: de 2ª à Sábado.
De 10 h às 19 h de Junho a Setembro.
De 10 h às 17 h de Outubro a Abril.
De 10 h às 18 h em Maio.
Fechado: Domingos, 1º Janeiro, 1º Maio e Natal.

Valor Bilhete em junho/14: 3,5 Euros.

*****

UM POUCO DE HISTÓRIA:

O Museu foi instalado nas ruínas da igreja do Convento de Nossa Senhora do Vencimento do Monte do Carmo, fundada em 1389 por D. Nuno Álvares Pereira, em memória à vitoria dos portugueses na Batalha de Aljubarrota.

Foi considerado o maior templo Gótico de Lisboa.
Entretanto, em 1755, um terremoto seguido de incêndio danificou seriamente suas instalações.
No reinado de D. Maria I o Convento começou a ser restaurado, mas a rainha não teve condições de terminar sua obra devido a dificuldades financeiras e operacionais. Por este motivo, as naves e o transepto permaneceram sem cobertura, e as capelas colaterais, inacabadas.
De sua arquitetura original restam a cabeceira e os portais voltados para o Ocidente e o Sul.
No ano de 1864 e seguintes, a Real Associação dos Arquitetos Civil instalou um museu nas ruínas do Convento, cujo objetivo era abrigar peças recolhidas de antigos edifícios arruinados, mormente as resgatadas dos escombros do próprio templo.
O MAC – Museu Arqueológico do Carmo – alberga peças de valor histórico, arqueológico e artístico, dentre as quais artefatos Pré-Históricos.
Os interessados poderão chegar ao Largo do Carmo por intermédio do elétrico 28 (Chiado), autocarros 58 e 100 (Camões), Metrô Baixa-Chiado e ainda pelo Elevador de Santa Justa, oportunidade de “matar dois coelhos com uma só cajadada”.

 **********

P1040022 (475x640)
Um dos fragmentos expostos a céu aberto no MAC.
 **********
P1040023 (480x640)
Alguns fragmentos encontrados no museu são procedentes de edifícios arruinados, sobretudo das casas monásticas extintas em 1834.
 **********
P1040024 (483x640)
Vista parcial nave lateral.
 **********
P1040025 (478x640)
Aspecto nave lateral esquerda (norte).
 **********
P1040029 (640x480)
Aspecto da nave lateral direita (Sul)
 **********
P1040027 (471x640)
Ressurreição de Cristo – Alabastro esculpido em baixo-relevo em Notthingam, Inglaterra, sec. XV.
 **********
P1040031 (640x480)
Túmulo gótico de Dom Fernando I de Portugal.
 **********
P1040032 (640x480)
Túmulo da Rainha Maria Ana da Áustria em estilo barroco.
 **********
P1040033 (640x477)
Painéis em azulejo.
 **********
P1040034 (640x480)
Parcial de uma das capelas radiantes.
 **********
P1040035 (479x640)
Painel azulejar barroco – 1ª metade do Século XVIII.
 **********
P1040037 (640x480)
Nesta capela estão os túmulos de alguns nobres tais como da Rainha Maria Ana da Áustria (esquerda) e Dom Fernando I de Portugal (centro, ao fundo).
 **********
P1040038 (640x475)
Teto de uma das capelas radiantes do MAC.
**********
img174 (566x800)
Planta baixa do Museu Arqueológico do Carmo.

*****

img186

Lisboa . Elevador de Santa Justa. Como funciona? Por que demora tanto prá subir?


IMAGEM DESTACADA: Parte do Centro de Lisboa visto da varanda do Elevador de Santa Justa.

UM POUCO DE SUA HISTÓRIA:

O elevador de Santa Justa, considerado uma obra desafiadora para a época, foi inaugurado em 10 de julho de 1902 sob forte chuva. A estrutura do elevador é de ferro fundido e seu estilo arquitetônico, o neogótico.

Percorre uma distância de 30 metros desde sua base (rua do Ouro e rua do Carmo) até a primeira varanda no piso do Largo do Carmo. Os demais pontos de vista (+ dois) são acessíveis por escada caracol que requer muita atenção em seu uso. Confesso que iniciei a subida para mais um nível, mas desisti devido à dificuldade em posicionar o pé no degrau.

A obra foi considerada um desacato devido aos desníveis a serem vencidos, incluindo a construção de uma ponte (passarela) que leva os passageiros do piso superior em direção ao Largo do Carmo.

Os bilhetes foram adquiridos no próprio elevador com o cabineiro. Informações a respeito do preço da passagem, de horários de funcionamento do elevador no Verão e no Inverno, e de todos os meios de transporte de Lisboa, clique aqui.

COMO FUNCIONA o SOBE e DESCE.

A espera para subir pode demorar muito em dia de movimento pelo seguinte: um dos elevadores sobe cheio e fica aguardando que um número razoável de passageiros queira descer para então retornar ao térreo. Vazio, o elevador não desce.

Enquanto isso, a turma que está no térreo esperando para subir, é obrigada a aguardar que este elevador desça (cheio ou não), para então embarcar no elevador ao lado! – que está parado e vazio -, mas cuja porta o cabineiro não abre enquanto o vizinho não descer.

Resumindo a ópera: a subida vai depender da decisão do cabineiro do elevador que está lá cima na varanda.  Enquanto ele não desce, o elevador que está vazio no térreo não sobe. Deu prá entender? Nada a ver um com o outro, mas ao mesmo tempo tudo a ver. Funcionamento complicado. Muito complicado. E enquanto isso… a fila vai crescendo e dá-lhe de esperar. Mais fácil você acessar essa varanda pela Praça do Carmo.

*****

P1040005 (480x640)
Dois elevadores funcionam lado a lado, mas o método empregado para transportar os passageiros não é usual. Vai entender…

*****

P1040007 (640x476)

Estampa do piso do elevador.

*****

P1040010 (640x472)
Interior do elevador onde se vê a máquina de compostagem dos bilhetes.

*****

P1040011 (640x476)
Chegada ao piso superior. Observe que o número de passageiros que aguarda o elevador para descer, é mínimo. Até enchê-lo para que possa ir a térreo, demora! Enquanto isso…, o elevador  que está lá em baixo parado e vazio, nem a porta pantográfica abre.

*****

A primeira varanda do Elevador de Santa Justa, de onde se vislumbra estes postais, também poderá ser acessada pelo Largo do Carmo.

P1040012 (640x507)
A vista da varanda vale a espera. Principalmente em um dia igual a esse.

*****

P1040013 (640x478)
Vista parcial da minha querida e adorável Lisboa. Amo tudo nesta cidade – incluindo o método de espera do Elevador de Santa Justa.

*****

P1040014 (640x480)
Em frente e no alto, o Castelo São Jorge.

*****

P1040016 (640x456)
O Estilo Neogótico do Elevador de Santa Justa.

*****

P1040018 (640x480)
Rua do Carmo, vista da passarela que liga o elevador de Sta Justa ao Largo do Carmo.

******

Moderadora: Rosa Cristal

img186

*****

PORTUGAL, Lisboa . Largo do Carmo – Charme e Tranquilidade no Centro da Cidade.


IMAGEM DESTACADA: Chafariz do Carmo e Entrada do Museu Arqueológico do Convento do Carmo.

LARGO DO CARMO – Atraente de dia e à noite. É pelo Largo do Carmo, no Chiado, que acessamos o Museu Arqueológico do Convento do Carmo e Continuar lendo PORTUGAL, Lisboa . Largo do Carmo – Charme e Tranquilidade no Centro da Cidade.

Lisboa . CARMO – Restaurante e Bar.


Imagem Destacada: Largo do Carmo, Centro de Lisboa.

Moderadora do Blog: Rosa Silva

Terminamos a noite de 25 de junho de 2014 petiscando no CARMO-Restaurante & Bar, no Largo do Carmo nº 11 – Lisboa (vide toldos na foto acima).

O Carmo é espaçoso, bem decorado; ambiente agradável e equipe simpática e atenta. Há brasileiros trabalhando no Carmo e no Sacramento – outro restaurante bem próximo, na Ladeira de mesmo nome -, do qual falarei mais tarde.

2152
Um dos salões do Carmo
2153
Todos os salões são chiques e aconchegantes

Sugestões: Pão e Azeite de Mirandela, Morcela de Arroz com Maçã, Peixinhos da Horta, Gambas Ajilo, Amêijoas à Bulhão Pato, Polvo à Galega e outras delícias já degustamos no Carmo. Somos fãs do restaurante e o recomendamos sem restrições.

*****

P1030934 (640x480)
Amêijoas à Bulhão Pato. Na Itália, conhecidos por vôngole. Pelos manezinhos da ilha de Florianópolis, chamados de berbigão.

*****

2156
Polvo ao Coentro
2157
Azeitonas Temperadas

*****

A vitrine de sobremesas é uma tentação para quem aprecia doces portugueses. Para mim, os melhores do mundo.

P1030935 (640x480)
Dom Rodrigo…

*****

P1030936 (640x480)
Toucinho do Céu.

*****

img186
 *****
Portugal? Alex Tour Viagens leva você até lá. Basta Clicar no botão aqui à esquerda.

24 e 25/6/14 – Rio/Lisboa


Foto em Destaque: As estrelas do blog: Isabella B.A. e Samira Red Degremond.

*****

Nesta Categoria relato algumas experiências “d’além-mar” e outras mais próximas de minha terra natal, a cidade do Rio de Janeiro – lugar onde nasci, asa que me abriga, meu lugar no mundo, meu cais. Não me imagino morando em outro lugar. Viajar é muito bom, mas… regressar ao lar é muito melhor. Continuar lendo 24 e 25/6/14 – Rio/Lisboa