Arquivo da categoria: ONDE COMER?

Restaurantes/Lanchonetes/Cafeterias etc.

BRASIL. CEARÁ. Fortaleza – Onde Comprar Artesanatos de Qualidade.


IMAGEM DESTACADA: Fachada do Centro do Turismo de Fortaleza.

Em Fortaleza há duas localidades que chamam atenção para quem gosta de artesanatos de qualidade a preços convidativos: o antigo presídio e museu – atual Centro de Turismo de Fortaleza que só começou a funcionar em 31/3/1973 -, e o Mercado Central.
Este ano começamos nossas andanças pelo Centro De Turismo De Fortaleza, localizado na rua Senador Pompeu, 350, no Centro da cidade, que abriga a Emcetur.

UM POUCO de HISTÓRIA
A antiga prisão de estilo neoclássico ocupa um quarteirão composto pelas ruas Senador Pompeu, João Moreira, General Sampaio – antigamente chamada Rua da Cadeia – e Senador Jaguaribe.
Este era o endereço de um presídio cuja construção teve início em 1850 (só terminou em 1866), e que há 45 anos abriga uma loja de artesanato em cada cela.
Essa prisão começou a ser desativada em 1967, mas os detentos só foram transferidos para o IPPS (Instituto Penal Paulo Sarasate), na BR-116, em setembro de 1969.
O motivo da transferência do presídio deveu-se ao crescimento populacional em seu entorno…
Banheiros foram adaptados para cadeirantes, e um elevador está à disposição para quem tem mobilidade reduzida.

Horário de Funcionamento:
De 2ª a 6ª: De 8.00 h às 18.00 h.
Sábados: De 8.00 h às 17.00 h.
Domingos: De 8.00 às 12.00 h.
O estacionamento é amplo e gratuito aos sábados.


COMPRAS
Seguramente, para você fazer suas compras, a Emcetur trata-se de um local beeemmm mais tranquilo, espaçoso, bonito e organizado que o Mercado Central – muito maior, mas, em compensação, vive com os estreitos corredores lotados, boxes pequenos, barulho…É muito confuso para meu gosto. Já foi tranquilo, mas agora desanima. O movimento começa fora do mercado, pelo número de ambulantes. São muitos.

Centro de Turismo de Fortaleza.

Deixamos a EMCETUR e fomos caminhando até ao Mercado Central – é pertinho. Passamos pelo Passeio Público (Praça dos Mártires, abaixo) e logo chegamos ao nosso objetivo.

Quase ao lado do mercado está a Catedral de Fortaleza. Não chegamos a conhecê-la.

HISTÓRIA
Sua construção é anterior ao da prisão – data de 1809. Neste local, em um prédio de madeira, funcionou um mercado de carnes, verduras e frutas até 1814, quando foi demolido para dar lugar à Cozinha do Povonova denominação do antigo mercado, que passou a oferecer produtos artesanais a partir de 1931.
Várias reformas sofreu o prédio, sendo que, em 1975, passou a ocupar a área de 1.200 m². Mas, não parou por aí.
Risco de incêndio foi o motivo pelo qual o mercado mudou de endereço e passou a funcionar onde e do jeito como o conhecemos.
O prédio de 5 andares que abriga 559 boxes, foi inaugurado em janeiro de 1998 e ocupa quase 10.000 m² (exatos 9.9.690,75 m²) de área construída.
Rampas de elevadores são os meios de acesso a todos os andares

A calçada em frente ao Mercado Central fica lotada de ambulantes.

Aspectos do interior do Mercado Central, especializado em artesanatos cearenses.

Peças finas em rendas artesanais ou bordadas, objetos em palha, puro algodão, peças em barro ou em pedra sabão, roupas de um modo geral, inclusive moda praia, artigos de couro ou madeira, enfim, há de “um tudo” no movimentado mercado.
No subsolo e no térreo há locais onde tomar sorvetes, sucos, e ainda fazer lanche ou almoçar.

Esta área, o Centro de Fortaleza, conta com diversas atrações turísticas. Além das citadas, há ainda o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e o Museu do Ceará.


“Os grandes navegadores devem sua reputação aos temporais e tempestades.” EPICURO


BRASIL. CEARÁ. Fortaleza: Armazém dos Sabores – Imperdível!


IMAGEM DESTACADA: Visão parcial do Armazém dos Sabores.

Fomos ao armazém 3 vezes. A recepção simpática e acolhedora das proprietárias e dos funcionários nos cativou de imediato.
Quando vimos a variedade do self-service e o conteúdo das vitrines, mais encantados ficamos com o Armazém.

Também, pudera! Vejam a variedade de pães, torradinhas, biscoitos doces e salgados, bolos de diversos sabores, tortas, roscas, rocambole… Tudo no buffet é fresco e elaborado com esmero.

Essa mesa água a boca só em olhá-la. Nos rechauds fumegavam sopas, arroz, feijão, carnes e outras delícias, bem aquecidos graças ao calor de resistências infalíveis. Era tanta comida que não sabíamos por onde começar.

O divinal Armazém dos Sabores ainda oferece um mini mercado com uma variedade incrível de biscoitinhos, sucos, geléias, doces, iogurtes, refrigerantes, águas minerais, frutas secas e oleaginosas, leites, frios, farinhas prá viagem.

Biscoitos de ingredientes naturais, adoçantes, molhos, azeites, cereais e sorvetes. Até livros estão à disposição dos clientes.

O Armazém dos Sabores bate um bolão! Recomendo sem restrições.

" Se ao escalar uma montanha na direção de uma estrela, o viajante se deixa absorver demasiado pelos problemas da escalada, arrisca-se a esquecer qual é a estrela que o guia." (Antoine de Saint-Exupéry)

 

BRASIL. CEARÁ. FORTALEZA: Mercado dos Peixes de Mucuripe.


IMAGEM DESTACADA: Praia do Mucuripe.

O Mercado dos Peixes, revitalizado em 2013, foi inaugurado na década de 60 com o objetivo de centralizar a venda de pescados e frutos do mar, a fim de evitar que esse tipo de comércio fosse praticado nas vias públicas.

Em uma das paredes do mercado, uma bela homenagem ao valente pescador Tatá.
Mercadorias sem preço, o que me leva a crer que a cobrança leva em conta a cara do freguês.

O lugar é bastante aprazível. Mas o cheiro…

É nesse trecho da Praia do Mucuripe, que comerciantes e moradores adquirem seu pescado fresco. O início das vendas começa em torno de 5 da manhã e segue até às 17.00 horas.
Após esse horário, barracas e cadeiras são armadas nos fundos do mercado (na beira da praia), a fim de atender os desejosos de comer o pescado de sua escolha frito na hora.
O interessado percorre o mercado, escolhe o que pretende comer, paga e leva para um dos boxes que trabalha somente com o preparo e fritura de seu pescado.
Desculpem-me, mas… quando vi a cor do óleo em que mergulham as frituras, mô-quirido… Óleo pronto para o descarte. Sem contar o cheiro de gordura que paira no ar e o impregna da cabeça aos pés.
Essa atividade funciona até as 22.00 horas. E mais: os preços praticados são tidos como convidativos, mas não foi isso que vi.


“Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir.”(Amyr Klink)


 

BRASIL. CEARÁ. CE – Jericoacoara. Cantina Jeri – Sugestão Para o Almoço.


IMAGEM DESTACADA: Fachada da Cantina Jeri.

A cantina vivia cheia, principalmente a noite. Acho que a iluminação caprichada, que chama mais atenção que o cardápio, atrai clientes que nem mariposas. Continuar lendo BRASIL. CEARÁ. CE – Jericoacoara. Cantina Jeri – Sugestão Para o Almoço.

BRASIL. CEARÁ, CE. Na Casa Dela do Beco – O Quintal Mais Chic de Jericoacoara.


IMAGEM DESTACADA: O quintal mais bonito da Vila de Jericoacoara.

EndereçoBeco do Forró, Jijoca de Jericoacoara – CE, 62598-000.
Horário: abre de segunda à sábado de 18.30 h às 23.00 h. Fecha aos domingos.

Não há muito o que dizer do restaurante mais original de Jericoacoara. Continuar lendo BRASIL. CEARÁ, CE. Na Casa Dela do Beco – O Quintal Mais Chic de Jericoacoara.

BRASIL, RIO DE JANEIRO, RJ. Penedo: Pérgula Resto-Lounge.


IMAGEM DESTACADA: A fachada do restaurante Pérgula.

Ao planejar qualquer viagem, tenho por hábito pesquisar, com antecedência, alguns itens que considero fundamentais: museus, exposições, restaurantes, hotéis e pousadas, pontos comerciais mais atraentes, bairros e ruas interessantes … Esse tipo de coisa.
Aconteceu que desta vez fiz questão de viajar tal qual minha mala e não me arrependi. Obviamente, que ao viajar por conta própria, a banda toca diferente; mas, desta vez não foi o caso. Estávamos em companhia de Alex Brando, mentor e instrutor da Alex Tour Viagens.
Ao caminhar em direção ao Centro de Penedo, passamos pela porta desse restaurante e o achamos charmoso. Foi lá que decidimos almoçar.

Menu e preços atraentes.
Creme de Polenta e Frutos do Mar.
Risoto de Truta. Pedaços de manga deram um sabor bem especial ao prato.

O ambiente dispensa qualquer comentário.

Os santos de devoção estão à mostra em um cantinho discreto. Agradecer pela fartura que se tem à mesa nunca é demais. 

Cardápio pautado na culinária contemporânea – a mais criativa de todas em minha modesta opinião.
E para quem pensa que basta misturar frutas, cereais, carnes, condimentos e até flores, que tudo dará certo, está redondamente enganado. Misturar sabores é muito difícil. Costumo dizer que Culinária não é apenas Arte, mas também Laboratório. Caso a combinação de determinados ingredientes – a Química! -, não resultar em um sabor agradável … o Laboratório – a cozinha – explode!


“Viajar. A melhor forma de se perder e de se encontrar ao mesmo tempo.” (Brenna Smith)

 

BRASIL, MARANHÃO, MA – Barreirinhas: Divino Cafeteria.


IMAGEM DESTACADA: Síntese dos Sabores Oferecidos na Cafeteria.

Uma das novidades que encontramos em Barreirinhas após 8 anos de afastamento foi o paisagismo desta rua e o Café Divino, que faz jus ao nome. Faltava um Café no Centro de Barreirinhas e o Divino veio para suprir essa lacuna. E está matando a pau! em tudo e por tudo.

ATIREI NO QUE VI e ACERTEI NO QUE NÃO VI.
Procurei pela página da cafeteria no Facebook pensando em determinado alvo e encontrei uma informação interessante: a proprietária do Divino aliou-se a uma empresa de paisagismo para iniciar a arborização da cidade, e logo na primeira empreitada plantaram 60 palmeiras na principal avenida.
A idéia agradou e novos parceiros – já passam de 30 – foram se agregando à iniciativa.

E foi por conta desse projeto que O Café acabou ficando em uma localidade que se tornou sedutora e aprazível no Centro de Barreirinhas (endereço no mapa acima).
Passamos algumas vezes pela porta e não conseguimos entrar de tão cheio. O ambiente é pequeno, mas nada impede que você faça seu pedido e vá desfrutá-lo debaixo de um dos guarda-sóis preparados para os clientes e quem mais chegar.

O Divino não serve apenas cafés (incrementados ou não). Serve sanduíches, quiches, pão de queijo, pastéis de forno, quibes, bolos, tortas, sucos, refrigerantes, água e muito mais gostosuras para que o cliente também possa fazer uma refeição ligeira e saborosa.

Decoração leve, aconchegante, refrescante… Ideal para você curtir um bom café e, de preferência, em boa companhia.

Parabéns a todos que se uniram em prol do embelezamento da cidade, bastante necessitada de atrativos, desculpem-me. Que venham outras boas novidades.
Ah! Quase ia me esquecendo: o café servido vem de longe: é proveniente das Minas Gerais!


1º dia na Rota: De Fortaleza a Jericoacoara viajando com Paulo Off-Road Jeri.
2º dia na Rota: Jericoacoara – Lagoa do Paraíso e Lagoa Azul.
3º dia na RotaAndanças Por Jericoacoara.
4º dia na Rota: De Jericoacoara a Luiz Correia, PI.
5º dia na Rota: Carnaubinha Praia Resort em Luiz Correia, PI.
6º dia na Rota: Barreirinhas e Circuito Lagoa Azul.
7º dia na Rota: Santo Amaro do Maranhão
8º dia na Rota: Flutuação no Rio Formigas – Barreirinhas.
9º dia na Rota: De Barreirinhas (MA) a Jericoacoara (CE) – O Caminho de Volta e O Que Não Foi Visto na Ida.

A Ex Bem Cuidada POUSADA D’AREIA.
– Divino Cafeteria no Centro de Barreirinhas – É Divina!
– Hotel Villa Terra Viva em Jericoacoara.
– Hotel Villa Beija-Flor em Jericoacoara.
– CONTO de FADAS – Onde comprar em Jericoacoara.
O Charme do Comércio de Jeri.
– O Quintal Mais Badalado da Vila.
– Onde Almoçar em Barreirinhas. Ou não.

“Numa viagem, um homem deve andar com um companheiro que tenha a mente igual ou superior a sua; é melhor viajar sozinho do que em companhia de um tolo.” (Sakyamuni)

BRASIL: Rota das Emoções Com PAULO OFF ROAD JERI (3º Dia: Jericoacoara).


IMAGEM DESTACADA: rua em Jericoacoara. Continuar lendo BRASIL: Rota das Emoções Com PAULO OFF ROAD JERI (3º Dia: Jericoacoara).

BRASIL, SC. Itapema: Café Colonial do Tirolez.


FOTO em  DESTAQUE: Parcial da Fachada do Tirolez.

A famosa casa localizada no Bairro de Ilhota, Itapema, à beira da BR-101, oferece suas delícias há mais de 25 anos para quem aprecia comida de qualidade.
Sinto grande satisfação ao lembrar que a conheço desde que se instalou quase em frente ao Posto da Polícia Federal, do outro lado da estrada.
O Café Colonial do Tirolez é especializado em culinária alemã.
Aos poucos e a custo de muito trabalho e arte foi ganhando, merecidamente, a fama de que desfruta.
São mais de 100 opções só no buffet!
A mesa é um chamado ao pecado da gula, sem contar os biscoitinhos, docinhos, pães (milho, centeio, trigo), geléias e outros tantos produtos já embalados.

Este Paraíso favorece quem está trafegando em direção à Florianópolis. Mas, se você estiver navegando no sentido Norte, fique atento. Logo após a Polícia Federal há um retorno; e para voltar a trafegar para o Norte, aí sim, você terá que seguir em direção à Florianópolis e só encontrará um retorno após 3 km de estrada. Compliquei? Então dê uma olhada no mapa abaixo.

Mesmo na baixa temporada há movimento no Tirolez; por conta desse porquê todas essas tentações estão sempre frescas.

É nesta ambientação simples, limpíssima, organizada e aconchegante que você poderá curtir várias especialidades da cozinha alemã.

Se o olho crescer e você partir prá experimentar um tiquiiinnnho de cada coisa, achando que vai dar conta… Há! “Vai mofar com as pombas na balaia”, istepô!…

O HORÁRIO de FUNCIONAMENTO é das 9:00 às 21:00 horas, exceto às terças-feiras.
HORÁRIO DE VERÃO: 8:00 às 22:00 horas, diariamente.
Telefone: 47. 3368-2556

PREÇOS
Há duas modalidades de cobrança: caso o interessado opte pelo buffet, pagará X. Caso sua preferência seja por refeição para viagem ou beliscar alguma coisinha, pagará Y.
Nesta modalidade, ou seja,  comer pouco, a pessoa terá que ter muita personalidade. Há, há!

*****

 

 

ARGENTINA, AR: Restaurante EL GRAN PARAÍSO, no Bairro La Boca.-


IMAGEM em DESTAQUE: Quintal do Restaurante.


Melhor informando: o Paraíso localiza-se na rua Gal José Garibaldi, entre as ruas Gal Gregório Araóz de Lamadrid e Magallanes.

A entrada do restaurante fica em frente à antiga linha de trem em um conventilho datado de 1890.
Não está no buchincho do bairro La Boca – que em minha opinião nada modesta resume-se à rua Magallanes -, mas atrai muita clientela e por isso fiz reservas aqui do Rio.
Uma respeitável churrasqueira e uma grelha dão as boas vindas e mostram o que poderá estar em seu prato em poucos minutos.
Confesso que achei muito esquisito entrar e ser surpreendida por esse panorama que se vê abaixo – além de um fumacê danado que tivemos que atravessar – até chegarmos ao quintal.
Por outro lado, para chamar atenção, principalmente de quem come com os olhos, a estratégia merece aplausos. E mais: o aroma do churrasco vai longe, além “da-queee-la!” fumaça. Basta seguí-los.

Passado o impacto da entrada – observe o fumacê -, nos deparamos com um salão coberto, à esquerda, muito bem arrumado…

… e aí, sim, vem o quintal – um convite ao bem estar em seu sentido mais amplo.
O atendimento foi muito bom. A jovem senhora que nos atendeu desdobrou-se em sua função, além de revelar-se pessoa apreciadora de humor negro.
O frango que pedi estava cru. Chamei-a, claro, para que o levasse novamente para o braseiro, blá, blá, blá… Ela olhou para o prato e exclamou em bom som: – Nossa! Está vivo!
Nessa de aguardar que o frango voltasse morto e bem passado conforme solicitei, acabei ficando prá trás e saí da harmonia do grupo.

A DECORAÇÃO
Aquelas peças que normalmente são descartadas em uma casa, transformaram-se em originais detalhes da decoração do jardim. Neste canteiro na foto aqui de baixo só faltou o vaso sanitário.

Um pé de máquina de costura foi transformado em mesa e serve como aparador.
Até uma atração turística há no quintal. Idéia genial.

PREPARE-SE!
É preciso estar com a carteira municiada com pesos, reais, dólares ou euros para pagar sua conta.
De acordo com um aviso acanhado que se vê ao pé da primeira página do cardápio, em março de 2018 o restaurante só estava aceitando pagamento em dinheiro.
Gostaria de saber o que acontece com quem sai com pouca grana no bolso, confiante de que pagará sua conta com o cartão de crédito. Neste caso, terá que desistir do programa?
E aquele que abre o cardápio aleatoriamente, sai procurando a página onde está o que pretende comer – carnes, por exemplo -, e fecha o menu sem tomar conhecimento de mais nada?
Convidou amigos e família para almoçar fora…, a turma come e bebe fartamente… E agora?
Lavar louça prá pagar a conta? Pendurar relógio? Deixar celular como garantia? Como fica? Me engana que eu gosto.

Mas as surpresas não param por aí; essa da foto abaixo achei interessante: um aviso que previne que o cliente pode não ser atendido. Cardápio sincero, esse!…

O BOM HUMOR TAMBÉM BROTA NO PÁTIO
A procedência do ar que se respira no quintal foi demonstrada de maneira criativa em um sistema 3D inédito. A-mei!

Vira e mexe o cliente se depara com uma situação risível como esta.

O CARDÁPIO,
para mim, deixou a desejar pelo motivo já exposto. Quem pediu carne bovina ou cordeiro ficou satisfeito.

A fraldinha (chuletão) veio no ponto certo.
O prato de Chouriço também agradou.
Papas Fugazzetas – Batatas fritas servidas com ovos mexidos, queijo e cebola caramelizada. Há outras sugestões bem interessantes.
O frango que por muito pouco não bateu asas e voou do meu prato.

Sugestões para sobremesa não escapam da criatividade: estão pintadas em placas penduradas nas paredes.

A lenha (ou parte dela) que não está armazenada próxima à churrasqueira, acaba sendo destaque na decoração.


O CARDÁPIO
Há opções bem interessantes para abrir os trabalhos – petiscar.
Os pratos de carne vermelha e choriço sugeridos parecem apetitosos e as opções para acompanhamentos também: saladas e batatas podem vir para sua mesa de maneira bem simples ou incrementadas.
As porções de carne são para 1, 2 e até 3 pessoas.
Para quem não aprecia nenhum tipo de carne há provoletas – pratos elaborados com queijo provolone.
Para conhecer a variedade de opções do menu basta clicar aqui.

Sem considerar aquele frango que veio sangrando, agonizante para meu prato, indico o restaurante.

*****