Arquivo da tag: Restaurante Rancho Açoriano

Florianópolis, SC – Ribeirão da Ilha: Restaurante Porto do Contrato.


Foto Destaque: o restaurante Porto do Contrato, visto do trapiche.

Endereço: Rod. Baldicero Filomeno, 5544 – Ribeirão da Ilha – Florianópolis,SC 88064-002
Tels: 3337.1026 e 3234.4454

Obs: nas fotos em que aparecer a luva, clique duas vezes para aumentar a foto.

Já foi dito e repetido aqui no blog como você poderá chegar ao Ribeirão da Ilha, mas não custa escrever novamente. Vamos lá:

Como Chegar de Carro: do Centro de Florianópolis, pegar a SC – 405.

Como Chegar de Ônibus: Há duas paradas de ônibus no centro de Florianópolis, próximos à Praça XV. Os ônibus de números 561 e 4124 (o amarelinho) passam pelo Ribeirão. O ponto final é na Caieira da Barra do sul, de onde partem barcos e começa a trilha para Naufragados.
Portanto, condução você terá passando pela porta do restaurante.

Em minha modesta opinião o restaurante Porto do Contrato e Rancho Açoriano, formam uma dupla gastronômica de difícil escolha para quem aprecia boa culinária em Florianópolis.
Evidentemente, a Ilha de Santa Catarina está pontilhada de atraentes opções (vide ONDE COMER?), inclusive em Shoppings, mas nada se compara ao bairro do Ribeirão da Ilha.

Outro exemplo é Santo Antonio de Lisboa, onde encontramos excelentes restaurantes.
Agora, no meu amado Ribeirão a dupla é imbatível – que me perdoe a vizinhança concorrente.
Ambientes descontraídos e comida de qualidade atraem amantes da boa mesa, estejam onde estiverem. O Ribeirão, por exemplo, fica afastado do Centro de Florianópolis, mas isso não passa de mero detalhe. A turma do bom garfo não mede distâncias quando o assunto é comer bem.

Exemplo disso foi a pequena viagem que fizemos – postagem anterior a essa – para saborear a deliciosa comida alemã em São Martinho. Somando ida e volta, percorremos 260 km por caminhos nunca dantes navegados e valeu à pena. Tanto valeu que pretendemos voltar.

As fotos abaixo justificam uma reserva no Porto do Contrato. Acompanhem.

*****

DSCN0907 (1024x806)

*****

DSCN0876 (1024x756)

*****

DSCN0880 (1024x757)
Vista da janela lateral.

*****

DSCN0909 (1024x718)

Mesmo chovendo, meu Ribeirão é lindo…

*****

DSCN0905 (1024x796)

Um pouco da História do Porto do Contrato e a que se deve seu nome.

*****

DSCN0893 (800x553)

*****

Sebastian, materializa-te e volta ao Porto que conheceste tão bem…
Faz uma reserva em qualquer mesa em frente ao mar em que tanto navegaste. Vai lá e vê em que transformaram esse cais.
Mas, olha!… Não apareças com trajes complicados! Nem pensar! Deixa a gola embabadada de lado, porque se o caldinho das Ostras Embriagadas cair em tua barba ou neste saiote que tens ao pescoço, vais pagar mico!… Queres um conselho? Melhor passar antes no barbeiro e fazer barba, cabelo e bigode.
Depois, é só dizer para teus botões: – Partiu Porto do Contrato!

*****

DSCN0886 (800x600)

*************************

DSCN0895 (1024x768)
OSTRENTAÇÃO ao vivo e em cores. Observe as “empadinhas” de ostra. No copinho, uma ostra in natura vem mergulhada em vodka, limão e tabasco. E por falar em “porto”, como não se atracar com tanta delícia?

*****

DSCN0898 (1024x768)
Involtini de Linguado e Namorado Crocante tal qual está no cardápio abaixo.

*****

DSCN0891 (1024x657)

*****

DSCN0890 (1024x675)

*****

DSCN0887 (800x648)

*****

DSCN0894 (800x565)
Ostras com recheio surpresa só vi no Porto do Contrato.

*****

DSCN0892 (800x579)

*****

DSCN0900 (590x800)
R$280,00 (duzentos e oitenta reais) para dividir por cinco pessoas. Melhor desfecho que esse?

*****

Moderadora: Rosa Cristal 

VAI VIAJAR ISTEPO MAIOR cópia

*****

 

 

Ribeirão da Ilha – Meu Bairro Predileto em Florianópolis.


Imagem em Destaque: casario colonial

*****

*****

Como chegar de carro: Do Centro de Florianópolis, pegue a SC – 405 (Rio Tavares) e siga as indicações
O caminho inicial é o mesmo de quem vai para o Aeroporto Hercílio Luz.

De ônibus: No Centro, pegar o 561 ou o 4124 (Amarelinho). Ambos com ponto final na Caieira da Barra do Sul.

Meu recanto favorito da Ilha de Florianópolis. Chegar ao Ribeirão para mim, é sempre como se fosse a segunda vez. Segunda? E por que não a primeira? Porque na primeira vez tenho que contar com o fator surpresa. Caso goste do lugar, costumo voltar; mas se não gostar, na próxima não passo nem ao largo.

Foi paixão à primeira vista. Nem bem havia caminhado meio quilômetro e já estava pensando com meus botões quando iria voltar. O Ribeirão sempre foi colorido, simpático, receptivo, cativante.  O Ribeirão é lindo!… Tenho um caso de amor com o bairro, mas ele não sabe.

Foi meu pai quem mo apresentou no tempo em que a atração maior eram apenas as casas de arquitetura açoriana, literalmente, ao vivo e em cores. Vida pacata…, ônibus com hora marcada prá parar no ponto…, todos se cumprimentando…, e quando aparecia uma cara nova na rua, a pergunta vinha logo a seguir: – quem será o forasteiro? Não havia restaurantes badalados, lojinhas de artesanato e muito menos se conhecia a palavra “maricultura”, principal atividade do Ribeirão atual. No século passado (e não estamos tão longe assim, lembra?) era um bairro “que ficava muito longe” e só. Partir do Centro de Florianópolis para chegar ao Ribeirão já era uma viagem. Do Norte da ilha… Daí, mô quirido, já era uma aventura.

Continuar lendo Ribeirão da Ilha – Meu Bairro Predileto em Florianópolis.