Arquivo da tag: RIO DE JANEIRO

BRASIL. RIO DE JANEIRO . LEBLON: Quando Seu Paladar Necessita de Um Gostoso Abbraccio.


IMAGEM DESTACADA: Foto da Capa do Cardápio.

Já estivemos no Abbraccio algumas vezes e em todas saímos super satisfeitos com tudo.
O salão é muito espaçoso – composto por vários ambientes – , limpo, bem decorado, bem iluminado e há espaço suficiente entre as mesas para que as pessoas sintam-se confortáveis.
O atendimento é cortês, simpático e surpreende pela rapidez.

O restaurante ocupou um espaço antes destinado para estacionamento. Não faz parte da Praça de Alimentação, está um pouquiiiiinho afastado desse movimento – fica no corredor à esquerda da entrada dos cinemas -, mas faz um sucesso danado. Acho essa localização uma regalia.

Um dos salões do Abraccio que estacionou no Shopping do Leblon. Este espaço, antigamente, era destinado a vagas de automóveis. Santa transformação!

Esse saboroso Abbraccio privilegia as cidades de São Paulo, Campinas, Brasília e Rio de Janeiro.

O esquema do cardápio é muito interessante: consta de uma entrada, um prato principal e um acompanhamento.
Atente para o seguinte: é o prato principal que define o valor que o cliente pagará, independentemente do que ele pedir como acompanhamento ou entrada. Bebidas pagas à parte, como convém.
Exemplificando: na lista dos pratos de R$49,50, é este o valor que será cobrado pelo prato que você escolher dentre essas opções, incluindo ainda uma entrada e um acompanhamento, ambos sugeridos no cardápio.

A festa começa com um pãozinho crocante e quente para você molhar no azeite incrementado com ervas que é simplesmente divino. Clique abaixo e veja em segundos como lhe será servido.

A sopa do dia estava deliciosa – veio muito bem acompanhada por uma baita lasca de pão de alho -, mas a estrela da festa foi mesmo o Ravioli Al Formaggi- perfeito no tempero, na textura, na quantidade de molho, e  no melhor de tudo: continha recheio! como você pode ver na foto.

É pra ninguém botar defeito. Há de se ter muita personalidade para reclamar de alguma coisa.

“Nossa vida faz mais sentido quando sentimos fome e não quando nos alimentamos. O que nos movimenta não é o alimento, é o apetite…” Leonardo R. Pessoa

BRASIL. RIO DE JANEIRO. IPANEMA: Cantina da Praça – Café, Restaurante e Lugar Para Se Bater Um Bom Papo.


IMAGEM em DESTAQUE: Parte Externa da Cantina.

Na esquina da Jangadeiros com Visconde de Pirajá – mais precisamente no quadrilátero da General Osório e bem em frente à estação General Osório do Metrô –, foi inaugurada em agosto de 2017 a Cantina da Praça, cujo proprietário também inaugurou a Mercearia da Praça um pouco antes, quase ao lado.
Dias após já estávamos aboletados em uma mesa do mezanino para conhecer a novidade.

Ambientes também descontraídos atraem os desejosos de tomar um bom e sortido café da manhã, bem como os que apreciam saborosos pães de receitas italianas elaborados na própria casa com ovos caipiras. Massas frescas, molhos diversos, tortas salgadas e doces, saladas, salgadinhos e sanduíches também estão nas vitrines fazendo psiu prá quem passa. E para quem saiu de casa ávido por degustar “aquele prato de massa” quentinho e preparado com esmero, a seleção que a casa oferece no cardápio não decepciona. Não há como não gostar.

Os ambientes são aconchegantes, bem refrigerados e o deixam muito à vontade. Atendimento simpático e cortês caracterizam ambas as casas.

Um lugar mais particular, para você comemorar – e “bebemorar”, claro -, um momento importante acompanhado de um bom vinho? Também tem. Dê uma olhada na foto acima!…

As massas e os molhos que dão água na boca só em olhar.
Pães, pizzas ou mesmo aquele cafezinho rápido? A cantina também serve.
Salgados, tortas salgadas e sanduíches.
…a vez dos doces…

Creio que pelas fotos você possa, perfeitamente, imaginar os aromas que evolam desses pratos… E os sabores? Como dizia a famosa apresentadora de TV, é prá chamar os cachorros!… Será difícil você não sair de lá com um embrulhinho embaixo do braço.


Endereço:  Rua Jangadeiros, 28 – Ipanema, Rio de Janeiro.
Tel: (21) 3258-9540.
Horário de Funcionamento: de 2ª à 5ª: das 8.00 h às 00.00 h; 6ª e sábado: das 8.00 h à 1.00 h. Domingo: de 8h às 00h.
Cartão de Crédito e Débito: todos.


“O prazer da comida é o único que, desfrutado com moderação, não acaba por cansar.” – Brillat-Savarin , Anthelme

 

BRASIL. RIO DE JANEIRO . Satyricon, em Ipanema – Dica Para Quem Aprecia Um Bom Restaurante.


IMAGEM DESTACADA: O Jardim de Inverno do Restaurante.

O RESTAURANTE
se destaca por sua qualidade de serviço e culinária há quase 40 anos.
O forte são os pescados conservados à vista do cliente, que o escolhe e solicita seu preparo de acordo com as opções oferecidas no variado cardápio. Continuar lendo BRASIL. RIO DE JANEIRO . Satyricon, em Ipanema – Dica Para Quem Aprecia Um Bom Restaurante.

BRASIL. PARANÁ. ANTONINA . Camboa Capela Hotel, e Ainda: Como Chegar à Antonina, ao Pontal do Paraná, à Paranaguá e ao Pontal do Sul – O Melhor Lugar Para Se Atravessar Para A Ilha do Mel.


IMAGEM em DESTAQUE: A Entrada Principal do Hotel.

COMO CHEGAR: 
De carro, saindo de Curitiba, você conta com duas opções:
1– Uma delas é seguir pela BR-277, direção Paranaguá e depois seguir pela PR-408,  passando por Morretes. Depois basta seguir as indicações até Antonina.

Continuar lendo BRASIL. PARANÁ. ANTONINA . Camboa Capela Hotel, e Ainda: Como Chegar à Antonina, ao Pontal do Paraná, à Paranaguá e ao Pontal do Sul – O Melhor Lugar Para Se Atravessar Para A Ilha do Mel.

BRASIL. RIO DE JANEIRO . PETRÓPOLIS. Natal Imperial . DECEPCIONANTE!


IMAGEM DESTACADA: Rua da Imperatriz.

Vi a chamada para o Natal Imperial na internet e pensei de imediato que não precisaria mais viajar para o Sul para assistir àquele Continuar lendo BRASIL. RIO DE JANEIRO . PETRÓPOLIS. Natal Imperial . DECEPCIONANTE!

BRASIL . RIO DE JANEIRO . Petrópolis – O Glamour do Hotel Quitandinha.


IMAGEM DESTACADA: O teatro do hotel/palácio onde se nota influência italiana na arquitetura.


Endereço: Avenida Joaquim Rolla, 2 – Quitandinha, RJ, 25651-072.
Telefone:  (24) 2245-2020.

Continuar lendo BRASIL . RIO DE JANEIRO . Petrópolis – O Glamour do Hotel Quitandinha.

BRASIL . RIO DE JANEIRO . PENEDO . Pérgula Resto-Lounge: Aconchego e Boa Mesa.


IMAGEM DESTACADA: A fachada do restaurante Pérgula.

Ao planejar qualquer viagem, tenho por hábito pesquisar, com antecedência, alguns itens que considero fundamentais: museus, exposições, restaurantes, hotéis e pousadas, pontos comerciais mais atraentes, bairros e ruas interessantes … Esse tipo de coisa. Continuar lendo BRASIL . RIO DE JANEIRO . PENEDO . Pérgula Resto-Lounge: Aconchego e Boa Mesa.

BRASIL, RIO DE JANEIRO – Grão-Pará, em Copacabana: Voo Direto Belém/Rio.


Assim que começaram a ajeitar a loja, em setembro de 2017, fiquei de olho para saber no em que se transformaria a loja de artigos religiosos, fechada não fazia muito tempo.


Trata-se de uma loja bem apanhada na rua Barão de Ipanema, em Copacabana, especializada em gostosuras from Pará. Fez tanto sucesso, que em 6 meses já vão ampliar suas instalações e modificar a loja existente.
A própria vitrine é um convite para quem quiser deliciar-se com iguarias nortistas tão cantadas em verso e prosa.

As referências são as melhores possíveis. Andréia e Zelma, vizinhas da loja, provaram, aprovaram e assinam embaixo do que proclamam os educadíssimos e simpáticos funcionários a respeito de qualquer item do cardápio.
Andréia, natural do Pará, é categórica em afirmar que a unha de caranguejo, o tacacá, e o açaí com farinha de tapioca são imperdíveis. Segundo as amigas, há uma senhora paraense conhecida de ambas que, praticamente, bate ponto diariamente na Grão-Pará.

À direita de quem entra, passado o segundo portal, ou seja, a vitrine recheada de tentações, está a imagem de N. S. de Nazaré com o Menino, o maior ícone religioso do Estado do Pará.
A loja, fica em frente à Igreja de São Paulo Apóstolo. Portanto, você nem precisa comer rezando, porque na Grão-Pará você estará prá lá de abençoado.

Desenhos que nos remetem à pintura e artesanato indígenas emolduram os cardápios pintados nas paredes com muita originalidade e bom gosto.
E por falar em gosto, sem trocadilhos, sabores é o que não faltam na loja. A seleção começa no açaí, fruta que conquistou o paladar do carioca, passa pelo café que em breve deixará de ser expresso e passará a ser aquele tão solicitado carioquinha, e termina na água mineral e nos sucos de graviola, bacuri, cupuaçu, taperebá, muruci, bacaba e mangaba.

A casa trabalha com cervejas tradicionais, mas a especialidade fica por conta das artesanais. Vejam só:

Na Grão Pará você também encontra molhos, bombons, geléias…
…tucupi de um litro…
…camarão seco de diversos tamanhos e em quantidades variadas.

Não falta na-da! É aqui que os paraenses matam a saudade do sabor de sua terra e quem nunca viu e não sabe o que é, prova, se apaixona e fica logo íntimo.

Claro, os doces, geléias e sorvetes não poderiam faltar, além do artesanato super decorativo, e as tradicionais águas de cheiro.

Farinhas de mandioca, branquinhas, e a famosa farinha de Bragança fabricada artesanalmente no litoral paraense.

VOCÊ SABE O PORQUÊ de UMA FARINHA SER CHAMADA D’ÁGUA?
É porque a fermentação da mandioca acontece dentro d’água. Como dizem no norte e nordeste do Brasil, durante esse período de aproximadamente 4 dias ela fica “pubando” (fermentando) em igarapés ou tanques.
Após esse tempo ela é descascada e ainda pode permanecer dentro d’água por mais 2 dias.
Só depois desse ínterim ela é então levada para a casa de farinha, onde será triturada em u’a máquina chamada catitu ou amassada com as mãos. Afinal, a mandioca está amolecida e por isso esse processo torna-se menos difícil.
O passo seguinte é espremê-la no tipiti – um espremedor de palha trançada – ou então em sacos.
Retirada a água, ela é peneirada para ficar soltinha e então torrada.

O SABOR
é decorrente do tempo em que permaneceu submersa e da torra.
A farinha deve ser levada ao tacho ainda úmida para ser escaldada. Nessa fase de fabricação ela é mexida manualmente: trata-se do pré-cozimento, que antecede a torrefação. Esses estágios garantirão a crocância da farinha.

A COR
amarelada não se deve a corantes. Nada disso! Deve-se à espécie de mandioca utilizada.

Como o movimento da Grão-Pará é muito grande, a garantia de se adquirir mercadorias de qualidade é de 100%.

OS PRATOS TÍPICOS
com que a casa trabalha variam:  Filhote no tucupi,  Filhote frito, Caldeirada de pescada amarela, Pirarucu de casaca, Galinha no tucupi,  Camusquim – prato de talharim com camarão em molho branco.

Outras sugestões anotadas por um dos funcionários: o Tacacá – iguaria feita do caldo da mandioca, servida com folhas de jambu (aquela que anestesia a boca), goma e camarão seco,  e a polpa de açaí e/ou graviola, acompanhada por farinha de tapioca.
Deleitei-me com um prato desses na década de 70, em Manaus. Foi servido em uma cuia. Comprei-o em uma carrocinha estacionada em frente a uma igreja do Centro da cidade. Encostei-me na grade da igreja e mandei ver. Ô delícia!
Tem mais: a casquinha e a patinha de caranguejo, que você poderá acompanhar com os deliciosos sucos típicos paraenses. Foi o que fiz ontem à tarde: passei na loja e trouxe para casa 5 patinhas de pura carne de caranguejo. 

No mais, é agradecer ao deus em que você acredita por esses momentos lindos, e não se esquecer de que a Grão-Pará também trabalha com produtos decorativos e ainda anuncia, com belos cartazes, a festa do Círio de Nazaré.

Bom demais!

CONTATO:

 

BRASIL . RIO DE JANEIRO (CIDADE) . Orla Pref. Luiz Paulo Conde – Centro.


IMAGEM DESTACADA: acesso ao lado do Museu do Amanhã.

Continuar lendo BRASIL . RIO DE JANEIRO (CIDADE) . Orla Pref. Luiz Paulo Conde – Centro.

BRASIL . RIO DE JANEIRO . Casa França-Brasil – Centro Cultural.


FOTO EM DESTAQUE: Fachada da Antiga Praça de Comércio do Rio de Janeiro que, depois de um abre-e-fecha quase infinito, passou a abrigar o Centro Cultural Casa França-Brasil.

Continuar lendo BRASIL . RIO DE JANEIRO . Casa França-Brasil – Centro Cultural.